Por Rodrigo Bueno

publicado em Vídeos

Uma mulher que mora no estado do Espírito Santo vai ser investigada em um inquérito por crime de maus-tratos contra os animais depois de aparecer em um vídeo obrigando um gato a comer carne com pimenta. Além disso, a mesma mulher ainda esfregou o alimento nos olhos do bichano.

Mulher revolta internet ao obrigar gato a comer carne com pimenta

De acordo com as informações que foram apuradas pela imprensa sobre o caso, o gato foi resgatado nesta terça-feira (20) por integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) e por fiscais da Prefeitura de Cariacica, na Grande Vitória

As imagens que circulam pela internet mostram duas pessoas segurando um gato com a barriga para cima. Uma delas obriga o felino a abrir a boca, de uma forma bem bruta, utilizando uma faca. Depois disso, ela obriga o gato a comer carne com pimenta. Em outro momento do vídeo, a mulher ainda passa o alimento nos olhos do bichano.

O motivo que teria levado ao ato cruel seria uma punição por ele ter roubado comida das pessoas que moram na residência. Segundo a CPI, as imagens teriam sido feitas no mês de maio, por isso não teria sido possível efetuar a prisão em flagrante das pessoas que aparecem no vídeo.

Mulher revolta internet ao obrigar gato a comer carne com pimenta

A equipe de fiscalização da Gerência de Monitoramento Ambiental da Prefeitura de Cariacica constatou que, apesar de não ser flagrante, houve maus-tratos e multou a mulher em R$ 500. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Meio Ambiente. A Polícia Civil informou que está investigando o caso. O crime de maus-tratos contra cães e gatos é previsto em lei e tem pena que varia entre dois e cinco anos de prisão.

No mesmo local, os integrantes da CPI também resgataram outros três gatos que moravam por lá, mas que não apareceram no vídeo. Os quatro felinos foram encaminhados pra o Rancho Boa Vista onde já estão recebendo tratamento médico veterinário e onde serão disponibilizados para adoção.

Confira as imagens no vídeo abaixo. Mesmo com as cenas editadas, elas são fortes: