Há algumas semanas atrás o mundo discutiu a veracidade de fotos que começaram a circular na web e que mostrava cachorros que tinham uma coloração azul, completamente diferente do que costumamos ver por aí. A história foi investigada e acabou revelando uma história triste, na qual os animais estavam sofrendo com a poluição de um rio da Índia e que estava tendo este efeito nos cães.

Mais recentemente surgiram fotos de outro animal apresentando uma coloração de pele bem diferente e estranha. Trata-se de um gato que apresenta uma coloração de pele esverdeada. De acordo com as informações que começaram a circular com as fotos, elas foram captadas pelas ruas de Verna, na Bulgária.

Primeiramente as pessoas achavam que se tratava de algum tipo de edição nas fotos, feitas em programas como o Photoshop. Mas as dúvidas acabaram quando o gato em questão também apareceu no vídeo acima.

Gato verde: verdade ou mentira?

Assim como aconteceu com a história dos cães, o gato verde também provocou uma investigação para entender o que teria acontecido com o animal. Este gato em questão teria passado por um procedimento que visa tingir os pelos, para que ele possa ter uma coloração diferenciada dos demais gatos.

Mas diferentemente dos procedimentos que são feitos em determinados estabelecimentos comerciais, este gato acabou sendo tingido por acaso. O felino dormia em uma pilha de latas de tintas sintéticas abandonadas que ficavam em uma garagem abandonada.

Antes da história completa vir à tona, uma grande quantidade de pessoas se uniram em um evento no Facebook querendo procurar e punir as pessoas que poderiam ter pintado o gato. Mas, apesar de abandonar latas de tintas sintéticas não ser nada saudável para o planeta, esse é um caso que não pode ser classificado como crueldade animal.