Os gatos são animais que fazem bastante sucesso quando são retratados no cinema ou então na televisão. Mas, na grande maioria dos casos, os felinos acabam sendo retratados apenas em desenhos ou filmes mais infantis. Mas a proposta do documentário “Gatos”, dirigido por Ceyda Torun, é completamente diferente.

A ideia aqui é tornar a obra uma espécie de ode aos felinos, utilizando como pano de fundo as ruas de Istambul. O filme poderá causar algum tipo de desconforto para as pessoas que criam os seus gatos dentro de casas e apartamentos, todas devidamente teladas para que eles não fujam, uma vez que todos os gatos que são apresentados aqui realmente conseguem ter acesso a uma ideia de liberdade diferente do que vemos nas grandes cidades.

O filme mostra a relação que os humanos acabam tendo com esses felinos, especialmente pelo fato de que eles realmente gostam muito e respeitam os gatos. Mesmo eles sendo livres e caminhando pelos mais variados cantos do local, muitas vezes também acabam encontrando abrigo para passar a noite na cada de algumas pessoas.

Documentário mostra a vida de gatos em Istambul

É claro que os desafios que os felinos enfrentam também acaba sendo abordado no longa, especialmente nas questões que estão diretamente relacionadas a sobrevivência em um local cada vez mais urbanizado e com cada vez menos áreas verdes e abertas para os gatos.

Diferentemente do que acaba sendo visto nos vídeos de gatos que costumamos ver na internet, e que mostram as reações dos gatos dentro de um mundo controlado puramente pelas pessoas, o documentário consegue registrar as traquinagens que os felinos fazem quando estão por sua conta e risco. Toda essa perspectiva oferece uma visão completamente diferente daquela que temos no dia a dia.

É interessante perceber também a forma como as pessoas que residem em Istambul se relacionam com os felinos. As demonstrações de afeto não são pequenas, mas são diferentes das nossas. Ao invés de querer tomar posse dos gatos, eles demonstram uma espécie de contemplação aos animais. Toda a espiritualidade que acaba sendo atribuída aos gatos também acaba fazendo mais sentido em uma população de maioria muçulmana.

Vale a pena conferir!