A maioria dos cachorrinhos acabam se dando bem com as crianças, mas existe uma grande parcela dos pets que tendem a rejeitas o recém chegado, especialmente quando eles já estão há alguns anos como “donos do pedaço”.

Cachorrinho fica com ciúmes do bebê

Um vídeo que acabou se viralizando pela internet nos últimos dias mostra justamente uma cena de ciúmes entre um cachorro e uma criança. Nas imagens podemos perceber que a mãe está tentando gravar um vídeo com a criança que está engatinhando pelo chão, mas parece que o pet de estimação da casa prefere que ele mesmo seja a estrela principal deste vídeo.

Confira:

Na descrição do vídeo que foi postado na internet a mulher responsável pela produção afirma que o cão sempre tinha um comportamento de ciúmes quando esta próximo daquela criança. O cachorro antes era o centro das atenções de todo mundo, mas quando a menininha nasceu ele acabou perdendo um pouco do seu posto.

O que fazer quando chega uma criança?

Cachorrinho fica com ciúmes do bebê

Apesar do vídeo mostrar apenas um comportamento engraçadinho do cão querendo chamar a atenção da pessoa que está gravando o vídeo. Mas o ciúmes que alguns cães acabam demonstrando quando uma criança acaba assumindo o seu local de centro das atenções pode nem sempre ser tão engraçado ou tão passivo assim.

Por isso é muito importante que os pais consigam criar um ambiente onde o animal não sinta deixado de lado quando uma criança nova chega no local.

O primeiro passo é apresentar a criança ao cachorro. Se for um cão que demonstre um comportamento agressivo, esta apresentação deve ser feita aos poucos, com toda calma possível. Se forem cães mais tranquilos, que vivem dentro de casa, a apresentação pode ser feita de forma mais natural, mas sempre com cuidado e com a presença dos adultos.

Outra dica importante é não deixar de dar atenção para o cão e também não mudar ou alterar o local onde o cachorro costuma ficar por causa da chegada do bebê. Isso vai fazer apenas com que ele associe uma série de experiência negativas com a chegada da criança.

Incentive a brincadeira entre a criança e os cães, mas sempre com a supervisão dos adultos e nunca deixe o bebê fazer algo que possa machucar ou assustar os cães.