Por Rodrigo Bueno

publicado em Saúde

Um serviço que cada vez mais cresce no mercado brasileiro é o que oferece planos de saúde focado no atendimento dos nossos pets, como cães e gatos. Todos sabem que os animais, cada vez mais, estão sendo tratados como um membro importante dentro das famílias. E isso acaba fazendo com que as pessoas gastem bastante com eles, tanto no dia a dia quanto em relação aos cuidados médicos.

Vale a pena fazer plano de saúde para cachorro?

Uma pesquisa recente realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mostrou que,  no Brasil, os gatos com a saúde de animais de estimação ultrapassam 2 mil reais por ano. O número pode ser ainda maior caso o cão ou o gato tenha um problema de saúde crônico. E este é um gasto que pode pesar ainda mais no bolso quando surge algum tipo de emergência médica.

Diante deste cenário, muitos tutores se perguntam: vale a pena ter um plano de saúde para pets, como cães e gatos? A resposta depende de uma série de fatores, mas especialmente a forma como o tutor cuida dos seus pets e as necessidades deles em relação aos atendimentos veterinários.

Vale a pena fazer plano de saúde para cachorro?

Por exemplo, se o pet acaba se utilizando, de uma forma mais frequente, de procedimentos, exames ou intervenções cirúrgicas, o plano de saúde pode acabar valendo a pena. plano de saúde para pets possui a mesma lógica dos usados pelos humanos: uma taxa mensal é paga para que haja atendimento, a qualquer hora do dia, com direito a exames, internação e outros benefícios. As opções mais simples costumam custar cerca de R$ 25 reais, mas o valor pode variar de acordo com raça, porte ou idade do bichinho.

O plano de saúde também pode ser um serviço interessante para as pessoas que não conseguem se planejar, em termos financeiros, para conseguir guardar um dinheiro que possa ser gasto nestas situações de emergência.

Mesmo que o tutor chegue à conclusão que o plano de saúde pode ser interessante para o pet, é fundamental que as pessoas tomem alguns cuidados no momento da contratação. É importante que o plano seja adquirido de uma empresa séria e com experiência na área. Além disso, também é fundamental que as pessoas tenham ciências de todas coberturas que o plano oferece.