Assim como nos humanos, os cães passam por um processo ao longo dos seus primeiros meses de vida de troca de dentes. Os dentes que nascem com os fofuxos acabam sendo substituídos por aqueles dentes que vão acompanhá-los para o resto da sua vida. E este é um momento importante.

Troca de dentes: confira dicas essenciais para ajudar o seu cão

O período de troca de dentição pode ser muito desconfortável para os animais. Acaba se tornando, na maioria dos casos, o período que eles se tornam mais destrutivos, uma vez que o nascimento dos novos dentes empurra os antigos, provocando coceiras e, em alguns casos, dores.

Por isso é importante que os donos dos pets fiquem atentos ao que está acontecendo e saibam como funciona a troca de dentes para ajudá-los no processo, caso seja necessário.

Confira algumas coisas que acontecem em relação a troca de dentes de cachorros:

- A raça e o porte dos cães acabam influenciando diretamente no tempo de troca da dentição. Cães menores costumam perder a primeira dentição mais tarde do que os cães que são maiores. A média é que isso aconteça lá pelo sexto mês de vida do animal;

Troca de dentes: confira dicas essenciais para ajudar o seu cão

- Os cães costumam morder as coisas na tentativa de aliviar a coceira e a dor que surge durante o processo. Por isso é importante oferecer brinquedos que eles possam morder para evitar que eles acabem mordendo e roendo o que não devem.

- É importante verificar se os dentes estão caindo ou se estão se os dentes novos sobrepondo aos dentes antigos. A segunda opção pode gerar acúmulo de tártaro e infecções. Por isso, em alguns casos pode exigir que os cães visitem o veterinário;

- É comum que alguns cães, sem querer, acabem engolindo dentes durante essa transição. Como são dentes menores, os dentes da primeira dentição serão eliminados nas fezes sem problemas