Os humanos precisam beber pelo menos 2 litros de água para manter o seu organismo funcionando perfeitamente, de acordo com a recomendação da grande maioria dos médicos. E os animais também precisam beber água constantemente. Nos dois casos, quando não existe este cuidado, o risco da desidratação é iminente.

Saiba identificar e tratar a desidratação em cães

Muitas pessoas pensam que um cachorro pode ficar desidratado apenas quando fica abandonado sem água durante muitos dias. Realmente nestas condições o animal corre o risco de ir a óbito sem água. Mas o cão também pode ficar desidratado no dia a dia, quando simplesmente não está bebendo água suficiente, seja por descuido dos seus cuidadores ou seja por algum problema do animal.

Causas da desidratação

Saiba identificar e tratar a desidratação em cãesBasicamente a desidratação acontece quando o animal não está bebendo água suficiente para o seu organismo. Muitas vezes os donos deixam de oferecer água para os seus cães durante uma grande quantidade de tempo, o que pode causar a desidratação.

Mas também existem algumas outras doenças que podem causar este quadro. Quando o animal sobre de vômitos e diarreias constantes, ele pode ficar desidratado muito rapidamente, mesmo bebendo uma grande quantidade de água. O animal também pode sofrer desidratação quando apresenta alguma quadro de depressão ou alguma doença que deixe ele abatido, sem vontade de beber água.

Principais sinais da desidratação

Saiba identificar e tratar a desidratação em cãesGeralmente o animal começa a dar os primeiros sinais de desidratação pela sua própria pele, quando ela deixa de ter uma característica mais elástica. Para saber, basta fazer um teste. Pegue e dobre um pouco da pele que fica na parte de cima do pescoço, se ela voltar ao normal rapidamente é porque ele está bem, caso demore um pouco pode ser sinal de que ele bebe pouca água.

Outros sinais de desidratação mais avançadas são as seguintes: nariz seco, sonolência, gengiva e língua ressecada. Nos casos mais graves os cães podem desmaiar e apresentar convulsões.

Como tratar a desidratação

O primeiro passo é garantir que o animal tenha sempre uma boa quantidade de água potável disponível para o seu consumo. É importante trocar a água constantemente. Caso ele esteja se recusando a tomar água ou esteja passando por uma crise de diarreia, a tradicional solução de soro caseira que são oferecidas para as crianças também podem ser oferecidas para os cães.

Basta pegar um copo de água e colocar uma colher de sopa de açúcar e uma colher de chá de sal. Misture e disponibilize para o seu cachorro. Em último caso, pode-se tentar fazer com que ele bebe através de uma seringa colocando a água na boca dele.

Se mesmo assim ele não começar a beber água será necessário levar o animal até o veterinário para que seja feito um tratamento com soro.