O outubro foi considerado como o mês Rosa, quando acontecem uma grande quantidade de eventos e projetos relacionados a prevenção do câncer de mama nas mulheres. Mas essa é uma doença que não acontece apenas nas mulheres. Cachorros fêmeas também acabam apresentando um alto índice da doença.

Saiba como identificar o câncer de mama em cachorros

Na maioria dos casos, a doença atinge os pets quando eles passam por um período chamado de gravidez psicológica, quando as cadelas acabam apresentando alguns indícios de gravidez, mesmo não estando. Neste período, a disfunção hormonal costuma acontecer, e isso pode acabar abrindo os caminhos para o câncer de mama.

As melhores chances de evitar que a cadela tenha câncer de mama é a castração. As fêmeas castradas antes do primeiro cio apresentam apenas 0,05% de chances de desenvolver a doença. Após esse período, as chances aumentam entre 8% e 25%, ou seja, caso não haja a intenção de procriar, a principal orientação é que os tutores as castrem o quanto antes.

Saiba como identificar o câncer de mama em cachorros

Existem alguns sintomas que também devem acender o sinal amarelo. Qualquer tipo de inchaço ou de caroços encontrados na região das mamas ou próximo a elas deve motivar uma visita ao veterinário. Além disso, quando as cadelas apresentam qualquer tipo de dor na região ou quando existe a presença de secreções, é importante consultar o veterinário também. ‘

Se identificado no seu começo, o desenvolvimento do câncer nas cadelas pode ser parado com procedimentos menos invasivos, como o medicamento. Mas quanto mais tempo a demora para levar ela ao veterinário, menor a chance de cura.