Por Rodrigo Bueno

publicado em Saúde

Os cachorros, assim como bons carnívoros, costumam gostar muito de uma boa carne. E ainda mais que este costuma ser um alimento muito presente no dia a dia dos humanos. Com isso, os pets podem sempre se aproveitar de um descuido para pegar alguma carne que esteja dando sopa, mesmo que este não seja um alimento oferecido pelos donos dos mesmos.

Osso de galinha: Confira os perigos que eles trazem para os cães

De uma forma geral, as carnes que são consumidas pelos humanos não devem ser oferecidas para os cachorros especialmente em virtude dos temperos que as pessoas costumam utilizar no preparo. Mas existem alguns outros alimentos que oferecem riscos realmente mais sérios para a saúde do cão, como o osso de galinha.

Confira os principais riscos e os principais problemas e riscos dos ossos de galinha para os cães:

Cachorro pode se machucar

A estrutura do osso de galinha pode acabar fazendo com que ele tenha algumas pontas que podem realmente machucar o pet por dentro. E como os cães não costumam ter cuidado ao comer qualquer coisa, ele realmente pode se machucar, tanto o interior da sua boca quanto partes mais internas, caso o mesmo seja engolido.

Temperos podem causar reações

Osso de galinha: Confira os perigos que eles trazem para os cães

Além disso, caso o osso de galinha tenha sido preparado para o consumo humano, eles provavelmente terão uma grande quantidade de temperos que não fazem nada bem para a saúde dos cães. Até mesmo o sal pode causar uma série de reações no organismo dos cães.

Excesso de gordura

A medula do osso de galinha contém uma grande quantidade de gordura, e isso não é benéfico para a saúde dos cães domésticos, já que estes pets costumam consumir apenas ração, que conta com uma quantidade muito baixa de gordura. Com isso, o organismo do cão pode realmente não estar mais acostumado a digerir este tipo de gordura.