A diabetes é uma das doenças mais recorrentes dentre os humanos, devido ao excesso de glicose no sangue. Mas não são apenas as pessoas que sofrem deste problema. Cachorros também podem ser diagnosticados com diabetes, e as complicações podem ser bem parecidas com as registradas em humanos.

Insulina: Cães podem utilizar o medicamento?

A diabetes canina é mais comum quando os cães já se encontram na sua fase adulta ou idosa, e as causas são bem variadas. Existe uma pré-disposição genética para o surgimento da doença, mas que possui alguns fatores de risco, tais como obesidade, doenças hormonais e uso excessivo de corticosteroide.

O funcionamento da doença no organismo dos cachorros acaba sendo bem parecido com o organismo humano. O corpo acaba se tornando ineficiente na produção de insulina, e com isso a glicose começa a se acumular na corrente sanguínea, já que a insulina é fundamental para que aconteça a quebra das moléculas de glicose para que ela se transforme em energia.

Insulina

Com isso, surge a dúvida: Os cachorros também podem tomar insulina? Já que este é o tratamento oferecido para a grande maioria das pessoas que sofrem com a diabetes. A resposta é afirmativa, mas cabe sempre ao veterinário decidir que tipo de tratamento pode ser feito e a quantidade de insulina que pode ser oferecida aos animais.

Assim como acontece com os humanos, a utilização da insulina em cães que foram diagnosticados com diabetes será para a vida toda, uma vez que a doença não tem cura. Ou seja, o organismo não vai conseguir começar a produzir a quantidade de insulina suficiente novamente.

Além disso, outras medidas também devem ser tomadas para que o cachorro possa viver por mais tempo e com uma melhor qualidade de vida, como a adoção de uma dieta balanceada e também a prática de exercícios e atividades físicas diversas.

Fique atento aos sinais da diabetes em cães

  • Sede excessiva;
  • Aumento de produção de urina;
  • Aumento de apetite;
  • Perda de peso.