Fofuxo.com

Como identificar problemas de visão em cães e gatos

Confira como é possível identificar o problema quando ele ainda está surgindo.

Nenhum dono adota um cão ou gato imaginando que um dia este pet poderá ter algum problema mais sério que vai tornar ele ainda mais dependente de cuidados. Casos de perda de visão em animais não são raros, mas mesmo assim ainda são pouco entendidos pelas pessoas. A pergunta que sempre fica é como as pessoas poderão lidar com este tipo de problema e se os pets poderão levar uma vida normal.

Como identificar problemas de visão em cães e gatos

Como os problemas de visão surgem

De acordo com especialistas, os problemas de visão, na sua maioria, surgem em virtudes de causas congênitas, ou seja quando o animal já nasceu com a deficiência na visão, ou quando existem causas hereditárias. Neste caso o problema pode aparecer depois de muitos anos.

Para tentar identificar os problemas de visão que podem estar surgindo na vida dos animais, é muito importante observar o comportamento deles no dia a dia. Muitas vezes o animal vai demonstrar uma leve desorientação, batendo em alguns obstáculos ou então levando mais tempo para reagir a um determinado movimento.

Os olhos dos animais também podem dizer muito sobre os problemas que podem estar acontecendo com a visão do seu pet. Fisicamente é possível notar que algumas mudanças acontecem na estrutura do olho do animal quando o problema está acontecendo. É o caso de machas azuladas que surgem em contraste com a cor natural.

No caso dos filhotes, existem alguns casos nos quais os donos podem demorar muito para perceber se o animal tem algum problema de visão. É importante observar a forma como estes animais interagem com outros cães para tentar identificar alguma coisa de errado.

Como ajudar o seu pet

Como identificar problemas de visão em cães e gatos

Em alguns casos existe a chance de reverter o quadro, como é o caso de determinadas cataratas que podem ser revertidas. Por outro lado, também existe uma série de situações nas quais os cães acabam ficando cegos, sem que o dono consiga fazer alguma coisa para evitar.

Mas isso não é o fim do mundo para os animais. Eles conseguem se adaptar na grande maioria dos casos, e cabe ao dono tentar ajudar para que a vida deles sejam um pouco mais fáceis. Por exemplo, evitar mudar de lugar os móveis da casa é uma dica para que eles não percam seu sentindo de orientação.

Além disso, os cães e os gatos conseguem desenvolver seus outros sentidos quando o animal fica cego, portanto aprenda a confiar na audição do seu pet.

Mantenha sempre a comida e a água do animal no mesmo local e não esqueça de aumentar a proteção das janelas e portas, principalmente no caso de apartamentos. 

Postado em .


Pela Web

Comentários