Fofuxo.com

Hipotireoidismo

Saiba as alterações que podem indicar que seu animal tenha a endocrinopatia mais comum em cães

Hipotireoidismo

A tireóide é uma glândula responsável pela produção de hormônios que chamamos de T3 e T4. Esses hormônios são importantes para a manutenção da taxa metabólica normal do organismo, portanto são importantes para o bom funcionamento de todos os sistemas do organismo.

O que é?

Eixo hipotálamo-hipófise-tireóideÉ uma doença multissistêmica, ou seja, que envolve vários sistemas do organismo, caracterizada pela baixa produção de hormônios tireoidianos. O hipotireoidismo pode ter várias causas e dividimos em hipotireoidismo primário, secundário e terciário.

O primário é quando está acontecendo um problema na tireóide mesmo, geralmente ela é destruída pelas próprias células de defesa do organismo e pode atrofiar idiomaticamente também.  O hipotiroidismo secundário é quando há um problema na hipófise, que é uma glândula que manda hormônios para a tireóide funcionar e, portanto se ela não funciona direito, consequentemente a tireóide também não vai. Pode ser causada por tumores, doenças congênitas e uma inflamação severa na hipófise. Já o hipotireoidismo terciário é raríssimo e é causado por um problema no hipotálamo, como um tumor, que é uma região do cérebro que manda hormônios para a hipófise funcionar.

É a endocrinopatia mais comum em cães e é muito rara em gatos, não há predileção sexual e acontece mais em animais de meia idade e em idosos. Raças de médio a grande são mais predispostas, mas há relatos em poodles, yorkshires e malteses não puros.

Sintomas

Alopecia Simétrica BilateralHá vários sintomas relacionados com o hipotireoidismo, já que ele mexe com vários sistemas do corpo e geralmente o proprietário percebe que algo está errado, pois haverá muitas alterações na pele do animal. Além de o pêlo ficar seco e quebradiço, acontece o que chamamos de alopecia endócrina simétrica, que é a falta de pêlos em regiões simétricas do corpo (dos dois lados iguais) e o rabo pode ficar totalmente pelado como de um rato, com a cronicidade da doença. 

Pode haver otite crônica, infecções bacterianas recidivantes e poderá aparecer a sarna demodécica. Com essas infecções secundárias o animal pode ter coceira no corpo. A pele pode mudar de cor e o animal pode ter seborreia seca ou oleosa.

Cauda de ratoUm sintoma comum é o que chamamos de mixedema de face, onde o animal ficará com o rosto inchado e os olhos caídos, dando a impressão de tristeza. Os olhos também ficam secos, o animal fica letárgico, ou seja, mais quieto e dorminhoco. 

Pode se tornar infértil, fêmeas começam a ter intervalos de cios maiores e podem ter galactorréia (leite nas mamas), ganham peso, a frequência cardíaca diminui e ficam extremamente friorentos.

Em filhotes há dificuldade de aprendizado, alteração no crescimento, irritação e dor.

Diagnóstico

DiagnósticoNão há um teste específico que feche o diagnóstico de hipotireoidismo, por isso associamos os sintomas com outros exames que sugerem a doença. Várias medicações e outras doenças alteram a concentração de T3 e T4 séricos por isso deve-se tomar muito cuidado para diagnosticar com certeza o hipotireoidismo, nesses casos, quando os níveis de T3 e T4 estão alterados chamamos de eutiroidismo, ou seja, um falso hipotiroidismo.

Haverá alterações no hemograma, aumento de colesterol e triglicérides. A biópsia da pele pode auxiliar no diagnóstico também. A dosagem de T4 total, T3 e TSH devem ser feitos.

No final, pegamos todas essas informações, mas só fechamos o diagnóstico se a resposta do tratamento for efetiva.

Tratamento

O tratamento é tranquilo, onde o animal deverá tomar a levotiroxina sódica que é um “T4 sintético” por toda a vida. Sempre deverá ser acompanhado a resposta do tratamento com exame de T4 total e para saber se a dosagem está correta. No caso de tumores, deve-se ser avaliado se deverá ser retirado cirurgicamente. 

Patrícia Maíra Paulino M.V. Patrícia Maíra Paulino • CRMV-SP 27889
Médica Veterinária • Pós-Graduada em Dermatologia Veterinária

Atualmente atende exclusivamente Dermatologia de pequenos animais em hospitais e clínicas veterinárias.

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários