Fofuxo.com

Fogos de artifício

Saiba como lidar com este problema para o seu cachorro.

Estamos vivendo uma Copa das Confederações, quando milhares de brasileiros se reúnem para torcer para a seleção brasileira de futebol, no aquecimento da Copa do Mundo. Mas será que isso pode afetar, de alguma forma, os nossos cachorros. A resposta é sim. Isso porque muitos torcedores adoram utilizar fogos de artifícios para comemorar a vitória do time, colocando mais uma data traumática no calendário canino, já que as outras ficam no final do ano.

Fogos de artifício

Cresce muito os casos de problemas envolvendo os cachorros em dias que se disparam muitos fogos de artifício. Eles variam desde o mais simples, quando o cachorro fica apenas com medo, até os mais graves, quando os cachorros fogem de casa e acabam perdidos ou ficam tão alucinados com o barulho e morrem pulando de lugares altos, se enforcando ou se jogando contra paredes ou outros objetos de vidro.

Os veterinários que este medo que os cães possuem de fogos está relacionado unicamente ao excesso de barulho, que incomoda muito o animal. Se para os humanos este barulho pode incomodar, imagine para um cão que consegue captar sons entre 18 e 40.000 ciclos por segundo (sendo que os humanos conseguem captar apenas sons entre 20 e 20.000 ciclos por segundo).

Dicas

Fogos de artifícioEm dias que o dono sabe que haverá uma grande queima de fogos em locais próximos de onde ficam os animais, é muito importante manter eles em um local baixo, onde eles não possam pular. Ou seja, mantenha os animais afastados de sacadas, lajes, etc. Além disso, também deixe o animal afastado de qualquer tipo de portão que tenha pontas ou de portas de vidros.

Isso porque uma das primeiras coisas que o extinto dos cães manda ele fazer é fugir, não importa para onde. E isso pode fazer com que ele se atire contra uma porta de vidro tentando chegar do outro lado e se machuque seriamente, ou se espete ou fique preso quando tenta pular um portão.

Para os casos mais sérios, é possível fazer alguns treinamentos para tornar este cão menos sensível ao som, como manter ele dentro de um local com a televisão ou com o som ligado, aumentando este som dia a dia gradativamente para que ele se acostume. Em casos extremos, é recomendado também ministrar algum remédio calmante que o animal fique mais tranquilo. Mas isso deve ser feito somente sob orientação ou prescrição do veterinário. 

Postado em .


Pela Web

Comentários