Por sua natureza, os gatos são bastante exploradores e caçadores, levando isto em conta é natural que ele possa acabar se machucando em situações diversas. Tanto durante brincadeiras ou até mesmo em brigas com outros animais, nos seus momentos de aventura, o que inclui subir em árvores, etc.

Feridas abertas em gatos: Saiba como cuidar

Poderá ser algo raro, mas os gatos correm o risco de se machucar e isso acontece em especial nos momentos de fuga, quando eles precisam correr de algum tipo de situação perigosa.

Como curar uma ferida aberta de gato?

Os conselhos que serão divulgados em seguida são para feridas que não possuam gravidade alta, pois ir ao veterinário depende muito do grau de gravidade que a lesão apresentar. A partir disto, a profundidade e também se seu gato está com dor ou não.

Através de dúvidas, se não estiver confiante ou seguro em tentar realizar primeiros socorros, vale a pena levar o seu gato ao veterinário que seja de sua confiança.

Feridas abertas em gatos: Saiba como cuidar

É bastante importante analisar o grau de evolução desta ferida, se ela estiver cicatrizando ou não, e principalmente se existem sinais de infecção e dores no local.

Sempre que você tiver este cuidado com os felinos, é importante analisar de perto a evolução e verificar se ocorre alguma complicação ou um sinal de infecção do gato que está com ferida aberta.

Como começar?

Para começar, é importante separar seu kit de emergência para cuidar do gato que estiver com a ferida aberta, possivelmente você possui alguns dos produtos em seguida em casa.

Conte com soro fisiológico, gaze, esparadrapo, iodo, pomada que atue em ferimentos e seja cicatrizante e colar elisabetano.

Este é um kit básico de urgência que você precisa para realizar um curativo em seu gato. Outra informação importante é que você deverá lembrar de higienizar as suas mãos para realizar o curativo do gato com ferida aberta e também depois do curativo.

Se o gato estiver com uma ferida aberta, você deverá ficar muito atento com o processo de recuperação do mesmo. Além disto, vale a pena avaliar novamente se o local estiver inchado, avermelhado, se a lesão aumenta, se possui pus ou qualquer tipo de conteúdo estranho. Caso as dores, ou a ferida não estiver cicatrizando é fundamental levar o felino ao veterinário.