Diversos estudos já foram feitos e revelam que os cães acabam captando muito dos sentimentos dos humanos em seu convívio. Recentemente, os resultados de mais uma pesquisa foram revelados e mostram que o estresse dos humanos pode acabar afetando diretamente os nossos pets.

Estudo afirma que estresse do dono pode refletir no cachorro

De acordo com os estudos realizados pela Universidade de Linköping, e que foi publicado no periódico Scientific Reports, “os níveis do hormônio de estresse foram sincronizados ao longo do tempo”. Isso indica que “a personalidade dos donos é espelhada pelos cães, já que a personalidade do próprio animal demonstrou ter pouca influência nos níveis de cortisol”. 

O estudo foi feito com 58 cães – 25 da raça Border Collie e 33 da raça Pastor de Shetland – e suas donas mulheres. As personalidades de cada um foram determinadas por meio de questionários. Amostras do cabelo das donas e do pelo de cada cão foram colhidas e analisadas para a concentração de cortisol, hormônio de estresse. Isso foi feito em duas épocas do ano: durante o verão e no período de inverno.

Estudo afirma que estresse do dono pode refletir no cachorro

Os cientistas envolvidos na pesquisa revelam que este tipo de análise, que leva em consideração a quantidade de Cortisol presente na corrente sanguínea, pode ser feita porque este composto acaba se incorporando no pelo e no cabelo. Dessa forma, cada amostra tem níveis diferentes do hormônio, como um calendário de concentração. 

Em suas conclusões, os cientistas revelam que os fatores que mais acabam interferindo nos níveis de estresse dos cachorros são os traços de personalidade humana. Estes fatores acabam sendo mais fortes do que determinadas atividades feitas pelos cachorros ou ainda o seu treinamento.