Algo que costuma acontecer com uma certa frequência em diferentes tipos de cachorros é o surgimento, com o passar dos anos, de uma mancha que fica localizada lobo abaixo dos olhos. Em alguns casos, ela vai ficando mais escura, e assume o formato muito parecido de uma lágrima.

Entenda o que é a “mancha de lágrima”

Essa alteração, que também pode ser chamada, em alguns casos, de lagrima ácida, é uma alteração que costuma ser bastante comum em cães de porte pequenos, mas também pode surgir em cachorros de outros tamanhos e também em gatos. A mancha também costuma ser vista melhor nos animais com pele clara, mas ela acontece também nos cães de pelagem mais escura.

Basicamente a alteração costuma aparecer quando existe uma maior produção de lágrimas do que a capacidade de drenagem do duto lacrimal. Nos cachorros, esse é o mesmo duto que conduz as lagrimas para o nariz, por isso que eles costumam ficar com essa parte do corpo umedecida.

Entenda o que é a “mancha de lágrima”

Existem diversas causas para o surgimento da mancha da lágrima, dentre elas:

  •     Ponto lacrimal pequeno, deslocado ou inexistente – Orifício onde começa a drenagem da lágrima
  •     Ausência de porção do ducto nasolacrimal – Ducto responsável por drenar a lágrima e conduzi-la até a parte interna do nariz
  •     Atresia (estreitamento) ou obstrução mecânica do ducto nasolacrimal
  •     Distiquíase – Mau posicionamento de um ou vários cílios
  •     Triquíase – Desvio do crescimento dos cílios para dentro
  •     Entrópio – A pálpebra dobra sobre si mesma em direção ao globo ocular
  •     Ectrópio – A pálpebra dobra sobre si mesma em direção oposta ao globo ocular
  •     Eversão da cartilagem da terceira pálpebra – Quando a terceira pálpebra, localizada no canto interno dos olhos dos cães, se dobra
  •     Hipertrofia com prolapso da glândula da terceira pálpebra – Aumento e exteriorização da glândula que se situa na terceira pálpebra
  •     Triquíase por pregas nasais – Uma dobra de pele do focinho acaba desviando os cílios em direção ao globo ocular
  •     Alérgenos – Substância que irritam e causam alergia, como por exemplo o cigarro
  •     Infecções oculares
  •     Traumas
  •     Neoplasias
  •     Doenças na cavidade oral

De uma forma geral, este tipo de alteração não costuma trazer nenhum grande risco para a qualidade de vida do animal. Mas recomenda-se uma análise mais criteriosa de parte do veterinário, até mesmo para que seja possível descartar doenças mais graves que estejam diretamente relacionadas aos olhos.