Quando as pessoas começam a sentir os dias ficarem menores, as noites mais longas, e o friozinho chegado, elas já começam a se preparar para o inverno e com tudo que acaba acontecendo quando a estação mais gelada do ano chega. Os resfriados e gripes acabam sendo muito comuns nesta estação.

Doenças graves surgem com mais incidência no inverno

Um dos principais motivos pelos quais as pessoas acabam sendo infectadas com mais frequência nos dias de inverno é o fato destes pequenos seres que tanto atrapalham nossas vidas ficarem mais resistentes. Da mesma forma que mantemos as coisas dentro da geladeira para que elas durem mais, muitos vírus conseguem sobreviver por mais tempo nos dias gelados, e com isso acabam sendo mais efetivos na invasão do organismo de outros seres vivos.

Com os nossos cães e gatos acontece a mesma coisa. Alguns vírus e bactérias que causam doenças graves em nossos animais de estimação também ficam mais resistentes no ar, e com isso podem acabar infectando com uma maior efetividade.  Uma das doenças que acabam se encaixando nesta categoria é a cinomose, que em alguns casos pode ser fatal para os bichos.

Evitando as concentrações

Doenças graves surgem com mais incidência no inverno

Por conta desta maior resistência dos vírus, é importante que os donos tenham cuidado em relação aos seus pets nos dias mais frios do ano. Como estas doenças acabam ganhando um grau infeccioso maior, os locais de grande circulação de animais podem representar um perigo maior. Basta um cão infectado para que outros ao seu redor fiquem também. Parques, praças, feiras de animais e até mesmo pet shops podem representar um perigo maior para o seu animal.

É claro que não é necessário isolar o seu pet do mundo inteiro por três meses para que ele não fique doente, mas reduzir as visitas nestes locais pode ser uma dica interessante. Mas o mais importante é manter a carteira de vacinação dos animais em dia.

Além disso, os cuidados com os filhotes devem ser redobrados. Além da orientação de que estes pets não devem sair de casa nos seus primeiros 90 dias vida, o organismo deles também corre maiores riscos até completarem seus primeiros 12 meses. Portanto, eles são mais frágeis e podem contrair doenças sérias durante o inverno.