Fofuxo.com

Dicas na hora da reprodução de cães

Donos devem tomar alguns cuidados para garantir a qualidade da linhagem.

Enquanto existe uma grande preocupação sobre a reprodução de cães sem controle, com uma série de políticas públicas de castração criadas justamente para evitar problemas de saúde pública e a grande população de animais nas ruas, também existem pessoas preocupadas justamente o oposto.

Dicas na hora da reprodução de cães

A reprodução de cães é uma atividade comum na grande maioria dos países do mundo. Geralmente os criadores profissionais acabam se especializando em uma determinada raça de cães, que são utilizados para gerar filhotes saudáveis e que serão vendidos para outras pessoas.

Mas não é preciso ser um criador profissional para que a pessoa tenha vontade de incentivar a reprodução dos cães. Existem muitos casos de pessoas que possuem dois integrantes de uma determinada linhagem e desejam ter filhotes para a sua própria casa ou então para distribuição.

Dicas para garantir a qualidade

Confira algumas dicas interessantes para as pessoas que estão querendo a reprodução de cães.

Antes de mais nada é importante pensar nas raças, mas o que muitas pessoas acabam esquecendo é de levar em consideração o tamanho dos cães. É muito importante que os criadores escolham cachorros machos que sejam de um tamanho não muito maior do que a fêmea.

De uma forma geral, a reprodução entre os cães é algo que acontece de forma natural, mas como a grande maioria dos donos sabem, os cães que recebem todos os cuidados e os mimos domésticos também podem acabar ficando mais frágeis. Portanto, pode ser uma dica muito interessante levar a fêmea para fazer uma avaliação no veterinário antes da reprodução. O médico vai realizar diversos exames para saber as reais condições de saúde do animal.

Dicas na hora da reprodução de cães

Dentre as condições de saúde das cadelas, um fator que realmente pode influenciar é o peso. Por isso, não é recomendado que seja feita a reprodução em fêmeas que estejam acima do peso. O ideal sempre é acasalar quando o animal estiver no peso compatível com a sua raça.

A partir do primeiro cio as cadelas já podem ter filhotes, mas a grande maioria dos veterinários e criadores profissionais não recomendam que a reprodução seja feita antes do terceiro ciclo de cio.

Cuidados depois do acasalamento

Os cuidados para garantir uma reprodução de sucesso também exigem que as pessoas tenham alguns cuidados logo depois do ato propriamente dito. Uma delas é a evitar que a fêmea entre em contato com outro macho logo depois do acasalamento. Apesar de ser um cenário raro, pode acontecer da cachorra cruzar com dois machos diferentes no mesmo ciclo de cio.

Neste caso, a fêmea poderá ter filhotes de dois cães diferentes, o que poderá causar um problema especialmente para as pessoas que estão criando determinadas raças específicas, já que o dono poderá ter que fazer um exame de DNA para saber qual filhote pertence a qual pai. 

Postado em .


Pela Web

Comentários