Fofuxo.com

Dicas para evitar problemas com os brinquedos dos pets

Itens podem acabar se tornando um risco para a saúde de cães e gatos.

Tanto os cães quanto os gatos precisam ser entretidos com alguma coisa, especialmente aqueles que ficam muito tempo dentro de casa. Ao entrar na grande maioria das lojas destinadas aos pets acabamos nos deparando com uma grande quantidade de itens que podem ser oferecidos aos pets como brinquedos.

Dicas para evitar problemas com os brinquedos dos pets

Mas é importante ficar atento, pois nem todos os brinquedos podem ser considerados realmente seguros para os nossos amigos fofuxos. Assim como acontece com os brinquedos que são feitos para as crianças, e que precisam atender a determinadas especificações, especialmente em relação a idade, determinados tipos de brinquedos podem acabar machucando os pets.

Antes de mais nada, é sempre importante deixar claro que um brinquedo nem sempre será visto desta forma pelos animais de estimação. Estes itens acabam dependendo basicamente da interação que o dono terá com o mesmo. Quando deixamos uma bolinha ou um ratinho de brinquedo para os nossos pets, eles podem se interessar no começo, mas se o tutor não incentivar a brincadeira, provavelmente ele ficará jogado pelo chão.

O problema costuma acontecer geralmente quando os donos deixam estes brinquedos ao alcance dos animais e acabam ficando fora de casa por um longo período. Sabemos que os animais costumam estranhar e ficar estressados quando ficam sozinhos. E isso pode fazer com que eles se interessem por brinquedos perigosos quando não tiver nenhum adulto para monitorar, caso aconteça algum problema.

Esse é o caso dos ossinhos, que costumam ser dados para os cachorros, por exemplo. Acaba se tornando muito fácil que o animal se engasgue com aquele item, e caso não tenha ninguém por perto, esse pode acabar se tornando um problema fatal.

Brinquedos perigosos

Dicas para evitar problemas com os brinquedos dos pets

Antes de mais nada, evite dar qualquer tipo de brinquedo que possa ser considerado pequeno demais e que possa ser engolido pelos animais de estimação. Além disso, fique atento aos brinquedos que começam grandes mas se tornam pequenos com o passar do tempo.

Além disso, não dê qualquer tipo de brinquedo que possa soltar pedaços ou peças. Um exemplo clássico são as pelúcias, que costumam soltar elementos que podem fazer com que os animais se engasguem.

Cuidado também com os brinquedos que podem soltar pontas e que podem machucar os animais.

Postado em .


Pela Web

Comentários