Dentre os problemas de saúde que o seu cão pode apresentar ao longo da sua vida, os relacionados a colunas são bastante comuns depois de uma certa idade. Nos casos mais raros os problemas de coluna também podem surgir nos cães em seus primeiros anos de vida. Os problemas nesta região podem afetar o movimento e causar muitas dores no seu pet.

Cuidado com os problemas de coluna do seu cão

Mas nem sempre os problemas de coluna acabam surgindo apenas por causa da idade avançada dos cães. Na grande maioria dos casos os humanos acabam sendo os principais culpados pelos problemas nas costas dos seus pets de estimação. E estes problemas na coluna acabam surgindo de pequenas escolhas que as pessoas fazem no dia a dia.

Escada

Um dos problemas que muitas vezes as pessoas não prestam a devida atenção são as escadas. Nos casos das pessoas que possuem escadas dentro das suas casas, os cães naturalmente acabam subindo e descendo os degraus diversas vezes ao dia. Mas de acordo com os veterinários, estes animais acabam não tendo a estrutura óssea necessária para este tipo de movimento realizado diversas vezes ao dia.

Além do desgaste natural que acaba acontecendo no dia a dia da coluna do cão, eles também podem se acidentar caindo da escada, tendo uma lesão mais séria nas costas.

Cama e sofá

O mesmo vale para os cães que ficam o tempo todo subindo e descendo camas e sofás, especialmente as raças de pequeno porte. Alguns possuem a estrutura óssea tão frágil que apenas no pular do sofá para o chão podem acabar tendo algum problema na coluna. O ideal para os cães de menor porte é que sempre uma pessoa ajude tanto na subida quanto na descida.

Piso

Cuidado com os problemas de coluna do seu cão

Até mesmo o piso escolhido para ser instalado dentro de casa ou na região que o cão costuma ficar mais tempo pode acabar causando algum tipo de problema na coluna do animal. Os pisos que são muito lisos acabam sendo os mais perigosos neste sentido. O perigo que os peludos acabam tendo quando o piso é muito liso é o fato deles terem que fazer um grande esforço nas articulações para conseguir manter o seu equilíbrio.

Este esforço acaba sendo o tempo inteiro, em tarefas que deveriam ser muito simples, como caminhar, correr ou até mesmo sentar e levantar. Por isso o mais recomendado é que o cão fique em um local onde o piso seja um pouco mais áspero, para que ele não fique o tempo todo escorregando.

Em alguns casos, para os cães que ficam dentro de apartamentos com um piso muito liso,  a dica é utilizar meias específicas para cães que conseguem oferecer uma maior aderência ao chão.