Por Rodrigo Bueno

publicado em Saúde

Os tratamentos alternativos focados na saúde e no bem estar dos animais de estimação estão ganhando força nos grandes centros urbanos. A acupuntura é um dos mais conhecidos, com muitas pessoas adotando a prática das agulhas para resolver uma série de problemas de saúde, incluindo dores e outros tipos de doenças.

Confira os benefícios da acupuntura para o seu pet

Mesmo parecendo um pouco cruel com os animais de estimação, já que envolve enfiar uma série de agulhas pelo seu corpo, os especialistas afirmam que a acupuntura pode ser feita de uma forma tranquila em pets como cães e gatos, e não machuca. Não existe restrição quanto a espécie e existem diversas técnicas que podem ser adaptadas para a utilização nos fofuxos.

Mesmo sendo considerado como um tratamento alternativo, na maioria dos casos os especialistas são fazem quando recebem uma recomendação assinada e carimbada por um veterinário. A primeira etapa consiste em uma consulta e uma avaliação, para que seja possível saber se realmente a acupuntura poderá ser feita naquele pet.

Confira os benefícios da acupuntura para o seu pet

Dentre os principais benefícios da acupuntura para os pets estão aliviar dores, ajudar na recuperação de movimentos, ativar processos regenerativos e de relaxamento, melhorar o fluxo sanguíneo, estimular o sistema imunológico, normalizar as funções orgânicas, aumentar a imunidade, solucionar alergias, tratar hipertensão e cânceres, ajudar a solucionar problemas de fertilidade e tratar diabetes, entre outros.

Mesmo para aqueles pets que podem ter uma sensibilidade um pouco maior para as agulhas e sentir algum tipo de desconforto, existem outras técnicas de estímulos que também estão inseridas no universo da acupuntura e que podem servir para os pacientes. Dentre elas estão a utilização do laser e a moxabustão (calor).

O tempo de tratamento varia de acordo com o problema de saúde apresentado pelo pet e também pelo tipo de tratamento escolhido. Em patologias agudas, como uma crise de hipertensão, o tratamento deve durar horas ou poucos dias. Já nas patologias de caráter crônico, como paralisias e hérnias de disco, o tratamento pode evoluir para alguns meses