Com as baixas temperaturas que faz em boa parte do Brasil durante os meses de inverno, os tutores tendem a ficar mais preocupados com a saúde dos seus animais de estimação. Hoje em dia existe uma grande quantidade de acessórios de vestuário criados especialmente para os cães. Mas será que eles realmente são necessários, mesmo nos dias mais frios do ano?

Por que não colocar sapatos em cachorros?

Além das roupinhas, que costumam cobrir a região do peito e das costas do pet, os sapatos estão cada vez mais surgindo nas lojas especializadas. Mas diversos especialistas discordam em relação a sua eficácia. Mais do que isso, os sapatos de cachorros podem acabar mais atrapalhando do que ajudando a manter os cachorros quentinhos.

Dentre os principais motivos que costumam ser elencados pelos donos para a compra de sapatinhos para os seus cães estão: aquecer o pet nos dias do inverno, manter a higiene e proteger as patinhas do calor nos tempos mais quentes.

Mas especialistas alertam que a estrutura das patas dos cachorros consegue proteger os animais, de uma forma natural, de grande parte destes problemas, especialmente em relação a temperatura. Os coxins, que são as “almofadas” que ficam na sola das patas dos animais, ajudam a amortecer os passos e também fazer a troca do calor.

Por que não colocar sapatos em cachorros?

Quando o cachorro está de sapato, o amortecimento pode ficar prejudicado dependendo do material que ele for feito. Além disso, este processo de troca de calor fica mais prejudicado e difícil, já que ele ficará preso no sapato. E este calor pode acabar ajudando na proliferação de fungos e outras doenças.

Outro problema da utilização dos sapatos é o desgaste nas unhas que este tipo de material impede. O desgaste acontece de maneira natural quando os cães caminham ou correm, devido ao contato dessa parte com o chão. Com isso, as unhas tendem a ficar maiores e exigirão mais atenção de parte dos tutores.