Por Rodrigo Bueno

publicado em Saúde

A primavera é uma das estações mais queridas do ano. Além de marcar o final do ano e preparar as pessoas para o verão, as suas temperaturas costumam ser mais amenas, o que sempre acaba sendo interessante em um país tropical como o Brasil. Também é uma estação colorida, pois marca a florescer de muitas espécies do reino vegetal.

Cachorros podem ter alergias durante a primavera?

Mas também traz uma série de problemas, especialmente para as pessoas que costumam sofrer com alergias. Isso acontece basicamente em função da grande quantidade de pólen que costuma ser encontrada no ambiente durante a estação. Mas, além dos humanos, será que os cachorros também podem acabar sofrendo com mais episódios de alergias neste período?

E a resposta é sim, os nossos fofuxos também podem acabar ficando mais propensos a sofrer com a quantidade de pólen circulando no ar durante este período. Assim como os humanos, os cachorros também podem ser considerados como alérgicos atópicos, que são aqueles que possuem alergias sem uma causa definida. Nestes casos, o pólen costuma ser um gatilho muito forte para o surgimento dos sintomas.

Sintomas

Cachorros podem ter alergias durante a primavera?

Existem alguns sintomas que os donos podem ficar atentos. Geralmente o pet vai acabar demonstrando sinais de coceira em diferentes partes do corpo. Além disso, alguns dos outros sintomas mais comuns são os seguintes:

  • Pele: vermelhidão, vergões, áreas quentes, manchinhas, descamação (caspa), excesso de oleosidade
  • Pelagem: queda de pelo, manchas, falta de brilho
  • Ouvidos: vermelhidão, odor forte, excesso de cera
  • Rosto: focinho, queixo e áreas ao redor dos olhos vermelhas e com falha no pelo
  • Patas: inflamação, vermelhidão, odor, manchas

O que fazer

Caso o cachorro comece a ter crises que não param, e que esteja provocando algum tipo de ferida em virtude das coceiras, o ideal seria levar ele em um veterinário para um exame mais detalhado. Se houver uma maior sensibilidade ao pólen, a dica é evitar locais com muitas flores e arvores, especialmente durante os passeios.