O inverno costuma ser um problema para grande parte dos cachorros. Mesmo aqueles que possuem uma maior quantidade de pelos acabam sofrendo em virtude do processo de domesticação. Ou seja, os cachorros acabaram ficando “mal-acostumados” com os cuidados dos humanos e tendem a sentir mais frio.

Mas existem algumas raças que sofrem mais durante os dias mais frios do ano, sendo que estas são justamente aquelas que existem mais cuidado. Confira algumas das raças de cães que realmente preferem os dias mais quentes.

1 – Chihuahua

5 raças de cachorros que não suportam o frio

A raça que é conhecida por “tremer de ódio” nem sempre está tremendo em virtude dos seus nervos um pouco descontrolados. Na verdade, o Chihuahua é considerado como uma raça extra pequena, com pouquíssimas camadas protetoras. Portanto, os dias mais frios do ano podem acabar sendo muito problemáticos para eles. O ideal é que eles fiquem sempre em áreas cobertas e aquecidas durante o inverno.

2 - American PitBull Terrier

Quem olha a cara de mau e o corpo possante dessa raça pode achar que ele lida bem com o frio, o que não é bem uma verdade. Essa é uma raça que conta com pelos extremamente curtos, o que deixa essa camada de proteção praticamente inexistente. Por isso, é preciso ter mais cuidado, especialmente por ser um tipo de cachorro que costuma ficar do lado de fora de casa.

3 - Pug

Outra raça pequena que acaba tendo muita pouca tolerância com os dias mais frios do ano. Mesmo que tenha um pelo mais denso do que o Chihuahua, ele não chega a ser suficiente para aquecer o animal nestes dias de inverno.

4 – Boxer

5 raças de cachorros que não suportam o frio

Mais uma raça que parece ser grande e resistente, mas, na verdade, treme de frio nos dias de inverno. Mais uma vez a culpa é dos pelos curtos. Além disso, este cachorro tem origem em regiões mais quentes, o que acaba tornando ele mais intolerante ao frio.

5 – Dachshund

A raça conta com pelos duplos, mas seu pequeno tamanho acaba deixando ele muito mais suscetível ao frio. Outra característica do cachorro é o fato de que ele conta com o formato do corpo mais alongado, o que aumenta sua relação superfície/volume e faz com que ele se torne mais exposto as temperaturas mais baixas.