Uma nova pesquisa foi publicada recentemente e fazem uma relação direta entre o hábito de ter um animal de estimação em casa e a saúde das pessoas. O estudo foca nos benefícios que os cães trazem para seus donos e foi publicado a revista "Circulation" da Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês).

Pesquisa afirma que cachorro em casa reduz em 24% o risco de morte de pessoas

O estudo foi feito com base em dados levantados de mais 4 milhões de pessoas nos Estados Unidos, Canadá, Escandinávia, Nova Zelândia, Austrália e Reino Unido. De acordo com a conclusão feita pela autora do trabalho científico, Carolina Kramer, um cachorro consegue proteger as pessoas contra a morte por qualquer causa.

Além disso, o estudo também conseguiu identificar que existe um impacto positivo na saúde de qualquer pessoa quando elas passam a conviver diariamente com um cachorro, mas especialmente para quem sofre de problemas do coração, com uma redução de 31% nas chances de morte por causas cardiovasculares.

Pesquisa afirma que cachorro em casa reduz em 24% o risco de morte de pessoas

Uma outra pesquisa, também feita na mesma área e que foi publicada recentemente, revela que pessoas que sofreram ataques cardíacos, moravam sozinhas e tinham cães tiveram um risco 33% menor de morte em comparação a pessoas que não possuíam um cão. Os sobreviventes de AVC que moravam sozinhos tiveram um risco de morte reduzido em 27%.

Dentre os fatores que acabam impactando na saúde, os pesquisadores acabam levantando algumas hipóteses, com base nos dados coletados. As pessoas que possuem um cachorro tendem a levar um estilo de vida mais leve e saudável, seja pela redução do estresse que o contato com os animais acaba proporcionando seja pelas atividades físicas que as pessoas acabam se obrigando a fazer.