Por Rodrigo Bueno

publicado em Notícias

Recentemente uma história repercutida nas redes sociais acabou chamando a atenção pelo fato de ter narrado o reencontro de uma mulher com o seu pet que estava desaparecido há cerca de 2 anos. Aisha Nieves, de Allentown, na Pensilvânia (EUA), estava procurando um cachorro para adotar, mas teve uma grande surpresa.

Mulher encontra cachorro perdido há 2 anos

A mulher marcou para ir até um abrigo que ficava próximo da sua casa com o objetivo de adotar um novo cachorro para os seus filhos. Mas, antes disso, decidiu pesquisar em uma página de um abrigo chamado “Lehigh Country Humane Society” (LCHS). Foi quando encontrou um dos animais que se parecia muito com o que ela havia perdido há cerca de dois anos.

"Eu pensei: 'Espere, não pode ser ele'", disse Aisha ao programa The Morning Call. "Então, vi a pequena cicatriz que ele tem no olho, a cicatriz de quando ele bateu em um portão, e fiquei tipo, 'Oh meu Deus, esse é meu bebê, esse é Kovu!"".

Kovu havia sido adotado pela primeira vez quando ele tinha apenas sete semanas de vida. O cão fico com ela até que ele desapareceu, em maio de 2019. Semanas depois, o cachorro acabou sendo encontrado pelo abrigo com a saúde completamente debilitada.

"Ele precisava ser tratado, estava cheio de pulgas, estava perdendo pelos em partes do corpo devido à uma inflamação", disse a diretora de desenvolvimento da LCHS, Deirdre Snyder. "Ele foi tratado com antibióticos e banhado com um shampoo especial. Ele esteve em nosso abrigo por quatro meses e depois foi adotado por uma família, em 25 de outubro de 2019".

Mulher encontra cachorro perdido há 2 anos

Mas Kovu foi devolvido para o abrigo no começo deste mês, pois a família que tinha adotado o animal estava sendo despejada. Foi quando a antiga dona viu sua foto na página da instituição.

Segundo as informações que foram publicadas pela imprensa internacional, Ainsha disse que na reunião que "ele estava gritando, tentando fugir do cara que o segurava e correr para mim. Então, ele simplesmente pulou em cima de mim e começamos a nos beijar e abraçar. Ele se sentou no meu colo. Eu disse a ele: 'Sim, amigo, você vai para casa'. Lamento muito que isto tenha acontecido. Nunca mais estou te perdendo’".

"Os cães têm um olfato incrível, e certamente ele reconheceu a tutora pelo cheiro”, acrescentou Snyder, explicando que não é incomum para um cão reconhecer seu dono após um longo período de tempo. "Há muitos vídeos online de militares voltando para casa depois de um longo período fora e seu cão os reconhecerá com uma alegria e emoção semelhante à que Kovu tinha para Aisha".