O cachorro da raça pastor alemão chamado Buddy que acabou se tornando conhecido por ser o primeiro cão a testar positivo para a Covid-19 nos Estados Unidos acabou morrendo nesta semana. A notícia acabou sendo confirmada pelos órgãos competentes do país. De acordo com as informações que foram divulgadas, o cachorro tinha 7 anos e contraiu a Covid-19 em meados de abril.

Morre primeiro cachorro a testar positivo para Covid-19 nos EUA

Além da doença em virtude da contaminação pelo novo coronavírus, os veterinários que atenderam o cachorro acreditam que ele tinha algumas outras doenças que pode acabar tendo complicado o seu quadro de uma forma geral. Ele teria linfoma, um tipo de câncer.

Os especialistas, porém, não conseguiram concluir se o câncer o tornou mais suscetível a contrair o novo coronavírus ou se o vírus agravou a doença. Mas os documentos de acompanhamento do cachorro no veterinário afirmam que ele teve graves sintomas antes de morrer.

Morre primeiro cachorro a testar positivo para Covid-19 nos EUA

A morte de Buddy foi registrada em 11 de julho, mas há poucos detalhes sobre o caso. As autoridades de saúde divulgaram apenas que se tratava de um cão de raça pastor alemão, de 7 anos e que a provável fonte de transmissão foi o proprietário, que já havia testado positivo.

Mesmo com o número de animais que estão sendo confirmados com a Covid-19 aumentando, os médicos e especialistas no setor da saúde afirmam ainda que a contaminação e animais com a doença ainda pode ser considerada como rara. Até o momento, nos Estados Unidos, apenas 25 pets foram testados positivos para a doença.