Por Rodrigo Bueno

publicado em Notícias

Um monge budista chamado Zhi Xiang teve recentemente sua história contada pela agência de notícias AFP, com foco no seu trabalho em prol dos pets abandonados. De acordo com as informações que foram divulgadas pela imprensa, ele já resgatou mais de 8 mil animais, sendo que boa parte deles seguem sendo cuidados em seu templo e também em uma abrigo.

Monge chinês resgata mais de 8 mil cachorros das ruas

“Tenho que resgatá-los porque, se não fizer isso, tenho certeza que morrerão.” Assim, o monge budista Zhi Xiang explica seu empenho para retirar cães das ruas de Xangai, na China. O monge, de 51 anos, se considerada como um amante dos animais e acabou encontrando no budismo uma forma de colocar na prática os seus ensinamentos e suas crenças religiosas para impactar positivamente na vida destes animais de rua.

Zhi mantém uma rotina de ir pelo menos duas vezes por semana ao canil que fica nas proximidades do seu templo, onde a polícia mantém os cachorros que são coletados nas ruas. O monge leva todos eles, o que daria algo em torno de 100 cachorros em cada uma das visitas.

Monge chinês resgata mais de 8 mil cachorros das ruas

Os resgates começaram no ano de 1994 e nunca pararam. Para ajudar a manter os custos, ele conta com a doação dos fieis que frequentam o estabelecimento religioso. Não é culpa das pessoas que não gostam de cachorros, nem do Estado: é culpa dos chamados ‘amigos dos animais’ que não sabem cuidar deles”, lamenta o monge.

Por mês, são gastos aproximadamente 60 toneladas de ração para cachorros, o que gera um custo de cerca de 12 milhões de yuanes, o que daria algo próximo de R$ 10 milhões por ano.

Em seu templo de Bao’en, Zhi Xiang cuida de centenas de cachorros, mas também de gatos, galinhas, gansos e pavões, sob os olhos dourados de budas e em meio a um cheiro de incenso que se mistura com o dos animais. O local fica aberto para visitação, no qual as pessoas podem acabar indo e adotando o animal que desejar levar para casa.