Um gato doméstico acabou se tornando o primeiro caso confirmado da Covid-19 em animais no Reino Unido. A informação foi confirmada pelo governo e publicada por diversos veículos de imprensa locais, como o The Guardian. Acredita-se que o felino tenha contraído a doença dos seus donos, que também estavam infectados.

Gato é diagnosticado com Covid-19 no Reino Unido

Os humanos donos do gato conseguiram ter uma recuperação completa da doença, mas também acabaram infectados com o coronavírus. O felino acabou apresentando um conjunto de sintomas classificados como leves. Os donos do gato perceberam que ele estava com falta de ar e uma infecção respiratória com secreção nasal.

Em um primeiro momento o veterinário que fez o primeiro atendimento ao animal acabou acreditando que ele estava com o vírus da herpes felina, uma infecção comum. Contudo, a amostra foi testada para o coronavírus como parte de um programa de pesquisa, que confirmaram a presença do agente infeccioso.

Gato é diagnosticado com Covid-19 no Reino Unido

O governo local fez questão de afirmar que a possibilidade de que o gato tenha infectado seu donos ou de que ele possa ter infectado outros humanos e animais foi descartada. A chefe de veterinária do governo Christine Middlemiss afirmou que não existe qualquer evidência de que os animais possam transmitir a doença ou o vírus para os humanos.

— Este é um evento muito raro até o momento: animais infectados mostrando apenas sinais clínicos leves e se recuperando dentro de alguns dias — afirmou.

— Não há evidências que sugiram que os animais transmitam diretamente o vírus aos seres humanos. Continuaremos a monitorar essa situação de perto e atualizaremos nossas orientações para os donos de animais, caso a situação mude — disse.