Final de ano sempre é um momento não favorável para os cachorros de uma forma geral. Nesta época do ano costumam crescer bastante os casos de abandono, especialmente com as pessoas indo para longe de casa nas férias e não tendo onde deixar o pet. Além disso, eles também costumam sofrer com a grande quantidade de bombas características das festas.

Família adota cachorro com 17 anos de idade

Mas nesta época do ano também podem surgir algumas histórias bonitas e inspiradoras. É o caso de uma família que mora em São Vicente, litoral de São Paulo, que decidiu adotar um cachorro. A grande diferença que torna essa história importante é que o cão já tem seus 17 anos de vida.

O nome do cachorro é Haroldinho, um vira-latas que acabou fugindo de todos os padrões adotivos, já que grande parte das pessoas optam por escolher um cachorro quando ele ainda é filhote.

O cão foi resgatado pela Codevida no Centro de Santos, já coberto por feridas, com poucos pelos e quase sem conseguir andar. Segundo a coordenadora do espaço, Leila Abreu, o animal é muito idoso e estava muito debilitado, por isso, não tinha o perfil dos animais que costumam ser adotados. Ele ficou dois anos no local.

Família adota cachorro com 17 anos de idade

A família procurou o Codevida depois que o seu bulldog, de 20 anos de idade, faleceu. "A falta que nosso cão deixou nos fez pensar na possibilidade de adotar outro animal que também já fosse mais velhinho, porque sabemos que é mais difícil desses serem adotados. Então liguei na Codevida e perguntei qual era o pet mais idoso e com menos chances de adoção da casa", conta a empresária Mônica Aparecida Farjado, de 38 anos.

A família afirma que, assim que viram as fotos do Haroldinho, foi amor à primeira vista. Mesmo tendo a idade avançada e problemas na coluna e de pele, o cão acabou ganhando uma família e teve o seu primeiro natal devidamente registrado