Fofuxo.com

Deputado apresenta projeto para que animais entrem em repartições públicas

Proposta foi apresentada em Minas Gerais.

O deputado Noraldino Junior (PSC), do estado de Minas Gerais, apresentou um projeto que permitiria que as pessoas levassem para as repartições públicas os seus animais de estimação. De acordo com as informações que foram divulgadas, a ideia surgiu logo depois que o deputado foi proibido de trabalhar com seu animal de estimação em seu gabinete.

Deputado apresenta projeto para que animais entrem em repartições públicas

O projeto foi protocolado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e determina que todos os locais que sejam considerados como repartições públicas e também todos os locais que funcionam como órgãos públicos estaduais aceitem a entrada de cães e gatos, de grande e também de pequeno porte.

O projeto estipula algumas regras para que os animais possam efetivamente entrar nos locais. Eles precisam estar utilizando coleira e guia. Além disso, a pessoa que está segurando o animal deve ser maior de 18 anos. A pessoa também deve ter força física para conseguir segurar o animal caso ele perca o controle no local.

O projeto também estipula que a pessoa que está cuidando do animal será total responsável pela higiene e também pela alimentação do pet durante todo o tempo que os cães ou gatos estiverem dentro das repartições públicas.

Apesar do projeto determinar que a entrada dos animais seja liberada, o texto da proposta também afirma que cabe a administração de cada um dos locais para que eles criem os regulamentos internos em relação as regras de permanência dos animais.

Alegria e descontração

Deputado apresenta projeto para que animais entrem em repartições públicas

Todo o projeto apresentado deve ter algumas justificativas para que ele realmente possa ser considerado no momento que será votado. No texto da proposta que permitiria a entrada dos animais nos órgãos públicos a justificativa seria que os animais de estimação proporcionam alguns benefícios interessantes dentro dos locais de trabalho, dentre eles integração, alegria, descontração e redução do estresse.

Agora, a proposta deve começar a ser discutida no plenário, com as comissões nas quais ele se enquadra e também com os demais deputados. Não existe prazo para que a proposta efetivamente seja colocada em votação.

Postado em .


Pela Web

Comentários