Mesmo tendo o regime mais fechado do planeta, e com pouquíssimas informações do que realmente acontece dentro do país, algumas notícias acabam vazando para a imprensa internacional sobre a Coreia do Norte. E as informações que foram divulgadas nesta semana não são nada animadoras, especialmente para quem ama os cachorros.

Coréia do Norte pode ter proibido pessoas de terem cães como mascotes

O líder Kim Jong-Un teria publicado uma lei proibindo completamente a posse de animais de estimação. A regra valeria para Pyongyang, a capital da Coréia do Norte. A decisão teria acontecido em julho deste ano, mas acabou sendo conhecida apenas agora.

Mais do que simplesmente proibir a posse de animais de pets, o governo estaria obrigando as pessoas a entregar seus cachorros para restaurantes, com o objetivo de servirem como alimentos. Outros animais de estimação estariam sendo encaminhados para zoológicos estatais.

Coréia do Norte pode ter proibido pessoas de terem cães como mascotes

Uma fonte deu a seguinte declaração para o jornal sul-coreano Chosun Ilbo: “As autoridades identificaram famílias com cães de estimação e estão forçando-os a desistir deles ou confiscando-os à força."

Acredita-se que a ação de Kim Jong-Un tenha como objetivo apaziguar o crescente descontentamento da população em meio à situação econômica do país, que inclui a escassez de alimentos.

Pessoas que viveram no país afirmam que os cachorros como animais de estimação não são tão populares, sendo algo que geralmente pertence a elite da capital do país. O consumo de carne de cachorro ainda é permitido no país, assim como em diversas outras regiões da Ásia.