Os Estados Unidos confirmaram o primeiro teste positivo para a Covid-19 realizado em um cachorro. De acordo com as informações que foram divulgadas, trata-se de um pug que vive na Carolina do Norte. O animal, Winston, foi diagnosticado durante um estudo realizado pela Universidade Duke, que também testou toda a família com quem ele vive.

Confirmado 1º cachorro com coronavírus nos EUA

De acordo com as informações que foram divulgadas pela revista People sobre o caso, o sangue dos humanos que moram na casa e também nos animais foram coletados nas suas casas no dia 1º de abril como parte de um programa que está realizando testes em massa em diversas regiões do país.

A mãe da casa, Heather, junto com o marido e com o filho acabaram dando positivo para a Covid-19, junto com o seu cachorro. Já a filha do casal e outros dois animais que vivem na casa – outro cachorro e um gato – acabaram testando negativo para o vírus. Apenas Heather disse que apresentou sintomas leves da doença, mas que se recuperou rapidamente emk casa.

Confirmado 1º cachorro com coronavírus nos EUA

"Os pugs são um pouco incomuns porque tossem e espirram de uma maneira diferente, então parecia que ele estava engasgando", disse. "Houve um dia em que ele não quis tomar café da manhã, e se você conhece os pugs, sabe que eles gostam de comer".

Ben, um dos filhos do casal, disse que Winston lambe todos os pratos de refeição da família e que ele e seus irmãos costumam encostar seus rostos no focinho do cão. Mas, vale ressaltar, que os especialistas ainda concordam que os não existe nenhum indício de que animais de estimação possam contaminar os humanos.

Este não é o primeiro caso de animal doméstico diagnosticado com o novo coronavírus nos Estados Unidos. Na semana passada, o Departamento de Agricultura e o Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) confirmaram que dois gatos domésticos de Nova York também testaram positivo, depois de apresentarem sintomas leves da doença.