Um cachorro acabou se tornando a atração improvável durante as competições de surfe dentro dos Jogos Pan-Americanos. O cãozinho, que ganhou o apelido de “El Chato de Punta Rocas” recebeu até mesmo uma credencial, que permite que ele quebre as regras que proíbem animais de estimação de circularem na área reservada aos competidores.

Cachorro rouba a cena e vira chefe de segurança no Pan-Americano de surfe

O cão acabou ganhando fama por se tornar uma espécie de ajudante da segurança do local. Ele costuma latir bastante pra todos os carros que passam, e está sempre circulando pela praia onde acontecem não apenas as competições de surfe, mas também as de longboard e stand up paddle.

De acordo com a história que foi contada para diversas emissoras que estão cobrindo os jogos, o cachorro era um morador de rua e acabou sendo adotado por Richard Cerón López, que cuida justamente da segurança do local durante o Pan.

Assim como acontece normalmente, o cachorro logo ficou próximo do segurança, que lhe dava água e comida. O cão se tornou uma espécie de guardião do local, andando todo o dia cerca de quatro quilômetros entre Punta Negra e Punta Rocas, sempre com um olhar bem atento a tudo o que está acontecendo na sua volta.

Cachorro rouba a cena e vira chefe de segurança no Pan-Americano de surfe

Quando as obras para receber o Pan começaram no local, o cachorro seguiu fazendo a sua rotina de vigia, o que rapidamente acabou deixando ele conhecido entre todos que estavam por ali. Quando os jogos começaram, rapidamente ganhou o carinho dos atletas e dos demais profissionais da organização do evento.

"Na minha região não há muitos cachorros de rua, mas por aqui tratamos bem os animais. A ideia é que cada vez mais se tenha consciência sobre a importância de ajudar animais de rua, adotá-los e os criar bem. Porque no fim depende de como você o educa, se os trata mal, podem se tornar agressivos e isso não faz bem a ninguém", afirma o segurança temporário.