Um abaixo-assinado contendo quase 200 mil assinaturas está sendo entregue hoje, dia 26, na embaixada chinesa de Paris, denunciando o Festival de Yulin, na região de Guangxi (sul da China), dedicado ao consumo de carne de cachorro e gato, que será realizado de 21 a 30 de junho.

Artistas europeus protestam contra festival de carne de cachorro e gato na China

A petição conseguiu chamar a atenção de alguns cantores e artistas que fazem sucesso em países da Europa, como a cantora britânica Petula Clark e os cantores franceses Michel Sardou e Nicoletta. Originalmente, o abaixo-assinado foi criado pela associação Stéphane Lamart "Pela defesa dos direitos dos animais", que "vem lutando há muitos anos para pedir ao presidente chinês, Xi Jinping, que não autorize essas práticas bárbaras”.

A associação revela que a prática vai muito mais além do que apenas o consumo da carne de animais que são vistos pela sociedade de hoje em dia como animais de estimação. De acordo com os representantes da entidade, o preparo da carne exige métodos de execução cruéis, como animais sendo escaldados, estripados ou envenenados. Tudo isso seria feito para garantir que a carne seja mais macia.

Artistas europeus protestam contra festival de carne de cachorro e gato na China

A entidade também prepara manifestações em algumas cidades da Europa durante o dia de hoje. Bonecos gigantes de cães e gatos, com dois metros de altura, chamarão a atenção dos transeuntes sobre o destino reservado a esses animais de estimação.

Números divulgados pela entidade revelam que 10 mil cachorros e 4 mil gatos teriam sido mortos apenas no ano de 2018 em função do festival.