Fofuxo.com

Incontinência Urinária

Problema acaba acontecendo principalmente com animais idosos.

Quando temos um cachorro ou um gato mais idoso podemos reparar que pequenos pingos ou poças de urina podem se acumular nos locais por onde eles passam ou onde eles dormem ou ficam mais tempo. Este pode ser um sinal de que eles estejam sofrendo com incontinência urinária. Um problema que também pode atingir aos animais de estimação quando ainda são jovens.

Incontinência Urinária

O que é?

A principal característica da incontinência urinária nos animais de estimação é a micção involuntária e crônica. Esta é uma dificuldade que os animais encontram de urinar nos lugares e nos momentos corretos. Muitas vezes eles deixam de conseguir urinar nos momentos que eram comuns para ele, quando ele passeia por exemplo, e acaba fazendo isso em poucas quantidades diversas vezes por dia. Em alguns momentos ele para urinar esta pouca quantidade, mas em outros momentos ele nem sente que está urinando.

O problema acaba sendo notado mais facilmente quando os cachorros ou os gatos passam mais tempo dentro de casa, porque no pátio muitas vezes os donos acabam não percebendo. Em alguns casos o problema também pode acontecer quando eles estão dormindo.

Apesar do problema ter mais probabilidade de aparecer em animais com idade mais avançada, existe um determinado grupo que acaba tendo a doença com mais frequência, que são as cadelas castradas acima dos 20 quilos ou nos animais que sofrem com algum problema na coluna ou no sistema nervoso.

Sintomas

Além da urina involuntária, existem alguns outros sinais de que o animal possa estar com este problema. Um deles é quando eles passam a lamber muito constantemente esta região do corpo. Quando o quadro é mais grave podem surgir também tumores na próstata, na bexiga, na uretra, além de alguns tipos de traumatismos que atacam os nervos da bexiga.

Diagnóstico e tratamento

Vale ressaltar que filhotes também podem urinar um pouco e em pequenas quantidades, mas geralmente eles fazem isso porque seu organismo ainda está em formação. E cachorros também podem urinar mais frequentemente para demarcar espaço. Tirando estas situações, sempre que o dono observar este tipo de problema, ele deve levar o seu animal para o veterinário.

Diagnosticado o problema, ele pode ser tratado com medicamentos que vão atuar na musculatura da bexiga. Somente em casos mais graves que cirurgias poderão ser recomendadas pelo médico veterinário. 

Postado em .


Pela Web

Comentários