O câncer é uma doença terrível tanto para os humanos quanto também para os animais. E cada vez mais temos notícias de cachorros que sofre deste mal. Muito do surgimento do câncer está diretamente relacionado com o DNA dos fofuxos, o que significa que o dono acaba sem ter o que fazer neste momento.

Por outro lado, existem fatores externos que acabam contribuindo significativamente para o surgimento do câncer na vida dos animais domésticos, sendo esses aqueles que devem de fato despertar a preocupação dos donos.

Confira algumas dicas para prevenir o câncer em cachorros:

Evite conteúdos tóxicos e anticoncepcionais

Um dos fatores que mais acabam contribuindo para o surgimento de câncer nos cães são as substancias externas que podem acabar sendo utilizadas em cachorros, na tentativa de resolver outros problemas. É o caso das injeções anticoncepcionais que acabam sendo utilizadas nas cadelas para que elas não tenham filhotes por um determinado tempo. Essas injeções geralmente são consideradas bastante cancerígenas.

Qualidade da ração

Um outro ponto que precisa ser observado é a qualidade das rações que acabam sendo oferecidas aos cachorros. De uma forma geral, essa acaba sendo a principal recomendação de comida que se dê para os cachorros. Mas é importante pensar no tipo de ração que está sendo dada, uma vez que diversas marcas acabam carregando demais na química. O alerta vai quase sempre para aquelas marcas que acabam sendo muito mais baratas do que as convencionais.

Alimentação natural

Uma saída alternativa que está sendo cada vez mais adotada pelos donos é a alimentação natural. Sabe-se que a comida humana não é recomendada para os cachorros, mas isso acaba estando relacionado muito mais as formas de preparo e aos temperos do que efetivamente do alimento em si. A alimentação natural consiste em dar determinadas proteínas, vegetais e frutas, mas cozidos de forma saudável.

Cuidado com o sol

Assim como a exposição humana ao sol pode favorecer o surgimento de determinados tipos de câncer, especialmente o de pele, o mesmo acontece também com os cachorros. Os cuidados devem ser ainda maiores para aqueles cães com poucos pelos e que tenham pigmentação mais clara.