Fofuxo.com

Coronavirose – Saiba mais sobre esta doença

Este vírus conta com muitas semelhanças com o da parvovirose.

A Coronavirose, como o próprio nome já entrega, é mais uma das muitas viroses que podem atacar o organismo de determinados animais, como os cães. Os sintomas desta doença, bem como o vírus que acaba sendo o causador do problema, são muito parecidos com a parvovirose, inclusive nos seus sintomas.

Coronavirose – Saiba mais sobre esta doença

O que são as viroses?

Coronavirose – Saiba mais sobre esta doençaAs viroses são doenças que originalmente são causadas pela ação de um vírus. Atualmente a grande maioria destas doenças nos cães são de conhecimento dos veterinários e contam com tratamentos disponíveis. Mesmo assim, as viroses ainda são consideradas como as principais causas de morte entre os filhotes, já que estes cães ainda não contam com todo o seu sistema de defesa no organismo desenvolvido.

Basicamente as formas de contaminação são as mesmas entre todas as viroses. Geralmente os cães acabam entrando em contato com urinas, fezes e secreções dos cães contaminados. Em alguns casso não é preciso necessariamente que o cão entre em contato com as secreções, pois alguns vírus conseguem sobreviver no ambiente durante muito tempo. Por isso é extremamente importante a limpeza dos locais onde os animais ficam, especialmente quando passou por ali um cachorro doente.

Sintomas da Coronavirose

Apesar de muito parecida com a parvovirose, a coronavirose geralmente tem uma ação mais branda. Mas quando a doença não é tratada rapidamente o problema pode levar o cão ao óbito. Dentre os principais sintomas da doença estão os seguintes:

  • Febre
  • Inapetência
  • Apatia
  • Vômitos e Diarreias

Diagnóstico e tratamento

Assim que o cão começar a exibir alguns dos sintomas descritos acima ele deve ser levado imediatamente a um posto de atendimento veterinário. Quando o animal chegar na clínica provavelmente o médico vai pedir uma série de exames laboratoriais para tentar identificar a presença do vírus no sangue do animal.

O tratamento é feito com medicamentos, e na maioria dos casos os animais conseguem sobreviver sem qualquer sintoma.

O que os donos devem ter cuidado é de não medicar o animal sem a prescrição de um veterinário, mesmo que ele já tenha desenvolvido um quadro semelhante anteriormente, pois podem ser ação de vírus diferentes. 

Postado em .


Pela Web

Comentários