Fofuxo.com

Teste de DNA identifica cocô de cachorro deixado no chão

Medidas estão sendo tomadas por condomínios dos Estados Unidos e visa identificar donos infratores.

A eterna briga entre as pessoas que não possuem cães ou que cuidam para não deixar dejetos dos seus cachorros para trás contra as pessoas que simplesmente deixam o cocô dos seus cachorros para trás está tomando proporções maiores. Grandes e luxuosos condomínios nos Estados Unidos estão recorrendo a métodos caros, como teste de DNA, para descobrir de quem são os dejetos deixados para trás.

Teste de DNA identifica cocô de cachorro deixado no chão

A estratégia está sendo utilizada por alguns grandes condomínios norte-americano na tentativa de fazer com que a área externa e também corredores, elevadores e áreas de lazer, fiquem mais limpas.

Um dos condomínios que acabou chamando a atenção da imprensa norte-americana por tomar esta medida drástica foi o Devon Wood, de Massachusetts. E de acordo com os funcionários, parece que realmente a iniciativa acabou dando bons resultados, já que antes eles relatavam encontrar pilhas de fezes de animais espalhados por toda a propriedade, e que agora elas estão bem mais raras.

Tentativas frustradas

Teste de DNA identifica cocô de cachorro deixado no chãoOs responsáveis pela administração do condomínio revelaram que antes de recorrerem ao DNA, diversas outras tentativas foram feitas, desde avisos bem educados e também bem humorados, até cartas e avisos com tons mais ameaçadores. Mas a grande maioria dos moradores simplesmente ignoravam todas as medidas que eram tomadas.

Os gerentes do condomínio revelam também que muitos moradores simplesmente não assumiam que tinha culpa ao levar o seu cachorro para passear e não recolher os seus dejetos. E a falta de provas sempre era utilizada como desculpa para que as pessoas que não tinham educação conseguissem se escapar das multas e dos avisos mais duros.

Até que os responsáveis pelo condomínio acabaram encontrando um serviço especializado na realização de testes de DNA a parti do cocô dos cachorros, para conseguir identificar as fezes dos infratores.

100% de acertos

De acordo com os responsáveis pelo serviço, o método é 99,9% eficiente na hora de identificar os cães e relacionar elas com as fezes encontradas no pátio do condomínio.

Para começar, assim que a entrada da empresa é aprovada em um determinado condomínio, todos os dono são obrigados a registrar os cães no sistema do prestador de serviços. O registro é feito de forma bem simples, apenas recolhendo uma amostra do DNA, passando uma haste com algodão na bochecha do animal.

Depois disso, todas as amostras de vezes encontradas no pátio são enviadas para o laboratório da empresa, que consegue identificar de que animal partiu. A informação é enviada para os administradores do condomínio, que posteriormente poderão tomar as medidas cabíveis contra os donos dos animais.

Os custos do teste de DNA, que firam em torno dos US$ 50, são repassados para o dono do animal identificado, com mais uma multa do condomínio que varia de acordo com o local. 

Postado em .


Pela Web

Comentários