Para viajar com o cachorro de estimação é preciso ter uma série de cuidados. Quando as pessoas estão utilizando o seu carro, geralmente essa tarefa é um pouco mais fácil. Os tutores precisam apenas se preocupar com um local seguro e confortável, que possa ser preso no banco do carro. Além disso, o pet ainda precisa parar de tempos em tempos para fazer suas necessidades, beber água e se alimentar.

Saiba como viajar com cães em ônibus rodoviários

Mas quem deseja viajar em ônibus, o assunto pode se tornar um pouco mais complexo. Mas, a boa notícia, é que as viagens intermunicipais com cães geralmente são permitidas, desde que os tutores sigam algumas regras. As normas geralmente acabam sendo definidas de acordo com as políticas da empresa, que levam em consideração o conforto e a segurança de todos os  que estão sendo transportados.

Além disso, também existem algumas normas previstas em lei para o transporte de animais em viagens dentro de ônibus, que também foram pensadas para atender as expectativas dos outros passageiros.

Confira algumas dicas para viajar com o seu cachorro em ônibus intermunicipais:

Se informe das políticas da empresa

Antes de mais nada, é fundamental que as pessoas se informem diretamente sobre as regras e as políticas de transporte de animais pela empresa de transporte. Ou, caso a viagem realmente seja com o pet, é recomendado pesquisar sobre as políticas da empresa antes de comprar a passagem.

Consiga um atestado de saúde

Saiba como viajar com cães em ônibus rodoviários

Os tutores devem, obrigatoriamente, apresentar para a empresa um estado Sanitário para Trânsito de Cães e Gatos. O documento é fornecido por um veterinário, que deve ser credenciado ao Conselho Regional de Medicina Veterinária da região de origem do seu pet. Além disso, também é solicitado a carteira de vacinação atualizada, algo que também pode ser obtido com um veterinário.

Adquiria uma caixa apropriada

A caixa de transporte deve ser adquirida de acordo com o tamanho do pet. Para ter uma base, a caixa deve permitir que o animal de uma volta em torno de si mesmo dentro da caixa. Além disso, ela também deve obedecer aos tamanhos que são aceitos pela companhia de transporte.

Se informe sobre sedação

Em alguns casos, pode ser necessário que o cachorro passe por um processo de sedação para que ele possa ser levado dentro o ônibus. Isso pode ser exigido pela empresa, mas também pode partir do tutor, caso a pessoa saiba que o cachorro é muito agitado. Mas, nestes casos, a sedação deve ser feita sempre com a supervisão e recomendação veterinária.