Fofuxo.com

Polícia da Coreia do Sul vai clonar cães

Objetivo seria ampliar quantidade de animais em operações de busca.

A presença dos cães nas instituições policiais pode ser percebida em diversos países ao redor do mundo. Cada polícia acaba utilizando os cães para uma determinada atividade, sendo que uma das mais comuns é o treinamento feito especificamente para a busca de pessoas ou buscas de itens ilícitos.

Polícia da Coreia do Sul vai clonar cães

Pois a polícia da Coreia do Sul confirmou o início de um projeto que visa aumentar o quadro de cães da sua força policial. Mas ao invés de contar apenas com a reprodução natural dos animais das raças utilizadas, a instituição também confirmou que vai procurar uma instituição especialista para clonar cães que tenham um comportamento específico.

Segundo as informações que foram divulgadas sobre o início deste processo de clonagem, a polícia vai selecionar os cães que provarem ter mais eficiência nas suas tarefas e começar a clonar estes animais para conseguir manter o nível elevado da participação dos cães. Em um primeiro momento serão clonados 40 cães do setor que busca explosivos e drogas.

Representantes do órgão que faz a gestão das forças policias do País afirmam que a Coreia do Sul é o único país que detêm a tecnologia de clonagem canina.

Projeto

Apesar de outros países também terem suas pesquisas no segmento de clonagem canina, a Coreia do Sul sempre se mostrou à frente do setor, criando uma série de programas e de iniciativas para o aumento da quantidade de recursos destinados as pesquisas.

Polícia da Coreia do Sul vai clonar cães

Recentemente o país, através de um dos institutos que lideram a pesquisa de clonagem, realizou um concurso no Reino Unido que tinha como principal objetivo promover a tecnologia em outros países. Foi criado um concurso no qual o prêmio principal era a clonagem gratuita do cão de estimação do vencedor.

Segundo o instituto, o processo de clonagem é seguro para o animal que estava doando seu material genético e o procedimento durou dois meses. O filhote clonado acabou sendo apresentado ao vivo em um programa da Inglaterra.

Apesar do procedimento realmente funcionar, os pesquisadores ainda não possuem certeza com relação ao comportamento do animal, ou seja, se o clona terá a mesma efetividade nas tarefas apresentadas pelo animal original, uma vez que isso acaba tendo uma série de variantes que interfere no processo como um todo. 

Postado em .


Pela Web

Comentários