Fofuxo.com

Especialistas afirmam que pets ajudam no desenvolvimento das crianças

Relação entre os pequenos e os animais ajudam a criar senso de responsabilidade e ligações emocionais.

Muitos pais ficam um pouco relutantes quando os seus filhos pedem para ganhar o seu primeiro animal de estimação, como um gato ou um cachorro. Afinal de contas, realmente cabe aos adultos a grande maioria das tarefas em relação aos cuidados que se deve ter com os animais. Mas especialistas concordam que esta pode ser uma excelente oportunidade de desenvolvimento das crianças.

Especialistas afirmam que pets ajudam no desenvolvimento das crianças

Os pets podem ajudar a criança a desenvolver mais rapidamente o chamado senso de responsabilidade, o mesmo que mais tarde será responsável por guiar os adolescentes e adultos através das suas decisões com base no impacto que isso poderá ter na vida dos próximos. Além disso, as crianças que cuidam dos animais de estimação desde cedo conseguem desenvolver aspectos emocionais e se portar melhor diante da sociedade.

Exercícios afetivos

Especialistas afirmam que pets ajudam no desenvolvimento das crianças

Psicólogas acreditam que as crianças que possuem a oportunidade de crescer ao lado de um animal de estimação e também dividir as responsabilidades pelos cuidados com os animais acabam conseguindo desenvolver os chamados exercício afetivos. Ou seja, ele transforma os cães ou gatos em laboratórios de emoções, onde poderá entender melhor estes sentimentos que ela está começando a prestar atenção.

De uma forma geral, a criança deve conseguiu enxergar que aquele animal de estimação precisa dela em todos os sentidos, desde a atenção na hora dos cuidados básicos, como colocar comida, até carinho e brincadeira. E isso vai começar a ensinar rotinas como horários e regras para os pequenos. Mas ao invés de ter lições abstratas, elas poderão ver na prática que suas ações terão uma reação nos animais.

Tudo isso não vai fazer sentido completamente, e as crianças não vão se tornar pequenos adultos apenas pelo fato de aprenderem mais sobre responsabilidade com os animais, mas vai ajudar muito no futuro quando elas entenderem o que estes valores representam para a sociedade como um todo ao seu redor.

Sistema imunológico

Um outro benefício do convício entre as crianças e os animais é um auxílio no desenvolvimento do sistema de autodefesa que está começando a se formar. Especialistas afirmam que muitas alergias acabam sendo combatidas dentro do nosso organismo por agentes que se formam justamente com a convivência entre os pequenos e os animais de estimação.

– O contato com os pets desde os primeiros meses de vida propicia uma série de experiências imunológicas, ajudando a criança a desenvolver capacidades de defesa contra agentes variados – afirma a doutora em psicologia e médica-veterinária Ceres Faraco.

Dicas na hora de escolher o pet para as crianças

  • Dê preferência para os cachorros, que geralmente gostam mais de brincar com as crianças do que os gatos, que são mais independentes;
  • Algumas raças acabam sendo mais recomendadas para o convívio com os pequenos, como labradores e yorkshire;
  • Prefira sempre pegar um cão que filhote, para que ele se desenvolva juntamente com o pequeno. Geralmente os laços de amizade ficam ainda mais fortes;
  • Algumas rotinas de adestramento podem ser importantes para que o cachorro entenda melhor a rotina da família. 

Postado em .


Pela Web

Comentários