Muitas pessoas já ouviram falar na famosa erva do gato, ouvindo vários boatos de que, inclusive, ela pode deixar os felinos completamente fora de sí, com o comportamento alterado e também deixando o seu gato viciado. Mas diversos especialistas e veterinários afirmam que esta é uma erva, que em alguns casos, pode fazer bem ao felino.

Erva de Gato

Mas antes vamos entender melhor o que é a famosa erva do gato.

O que é?

A erva de gato na verdade é o nome popular dado pela erva que se chama catnip, que é da mesma família das hortelãs. Segundo especialistas, estas ervas é nativa da Europa e da Ásia, sendo posteriormente levada para os Estados Unidos e para o Japão. Depois disso ela também acabou chegando na América do Sul.

A erva acabou ficando conhecida como erva do gato depois que as pessoas perceberam que os felinos tinham uma queda para comer esta erva. As pessoas que observavam o comportamento dos animais também viam que a erva poderia alterar os instintos dos felinos, não apenas dos gatos, mas também de leões, pumas e onças.

Especialistas dizem que quando o gato come a erva, na verdade ele está reagindo muito mais ao cheiro da planta, e não necessariamente ao gosto. Este aroma acaba sendo muito atrativo aos felinos. Quando eles se aproximam desta erva, eles tendem a rolar por cima da erva, mastigar e também esfregar seu corpo na erva. Mas na verdade eles não estão fazendo isso porque estão com seu estado de consciência alterado, mas sim para liberar mais aroma.

Utilização

Como o aroma da erva do gato atrai o felino, muitos donos passam a usar pequenas quantidades, ou aromas artificiais que simulam o efeito da erva, para atrair o felino para determinado local. Por exemplo, ao colocar a essência em um arranhador, o felino passa a arranhar aquele objeto ao invés de arranhar móveis.

Faz mal?

Veterinários explicam que a erva não faz mal ao gato, se usada em pequenas quantidades. Ele não ficará viciado, mas sempre vai procurar o local onde estiver exalando o aroma da planta. Além disso, a utilização da erva do gato não causa qualquer dependência ou efeito colateral.