Uma nova raça de gatos tem causado bastante polêmica, especialmente entre os ativistas e criadores. Trata-se do toyger, cujo nome acabou sendo criados a partir da junção da duas palavras diferentes: toy e tiger (brinquedo e tigre, respectivamente, em inglês). A principal característica é o padrão de pelagem dos gatos, que parece muito com um tigre.

Conheça a nova, e polêmica, raça de gato: toyger

Essa é uma raça que foi criada a partir diretamente da manipulação e das escolhas feitas pelos humanos. No caso, um dos principais nomes por trás do padrão é da criadora americana Judy Sugden, que pertence a uma família que já trabalha com criação e manipulação de raças faz tempo.

A mãe de Judy, Jean Mill, inventou uma raça de gatos domésticos chamada bental, que oferecia aos admiradores de gatos selvagens o melhor de dois mundos: uma pelagem impecável, semelhante à do Leopardo, e um tamanho e comportamento de gato de apartamento. Na época, as pessoas da alta sociedade queriam muito ter felinos com aparência selvagem nas suas casas.

Conheça a nova, e polêmica, raça de gato: toyger

O trabalho para criação do toyger começou na década de 80, quando Judy imaginou um gato doméstico com pelagem listrada laranja-e-preto brilhante, lembrando um tigre. A raça foi pensada em todos os seus detalhes, tendo as orelhas pequenas e redondas, nariz largo e barriga branca como um tigre.

Cerca de 20 anos após o experimento de Sugden, em 2007, a Associação Internacional de Gatos (TICA na sigla em inglês) declarou o toyger uma raça de gatos de campeonato. Um toyger saiu na capa da revista LIFE. Hoje, a raça está se tornando uma das mais procuradas nos Estados Unidos. O preço médio de um filhote desta raça é de US$ 5 mil.

Junto com isso, uma onda de protestos ganha força justamente contra este tipo de trabalho. A principal preocupação acaba se tornando com a saúde dos gatos, já que estas escolhas podem acabar resultando em fragilidades.