O Instagram acabou se tornando a rede social predileta de milhões de pessoas ao redor do mundo. O serviço tem uma proposta diferente de outras redes, como o Facebook. Ao invés de focar no texto e em outros tipos de conteúdo, ela basicamente dá mais atenção para as imagens e também para os vídeos cursos.

Com isso, diversas pessoas acabaram conquistando o seu espaço nesta rede e se tornaram grandes influenciadores sociais. Mas não são apenas humanos que fazem sucesso na rede social das imagens. Os cachorros também acabaram conquistando milhares de seguidores com suas fofuras.

Confira 4 cachorros famosos do Instagram:

Jiffpom (@jiffpom)

Conheça 4 cachorros famosos do Instagram

Este pode ser considerado como pet mais popular dentro do Instagram, com quase 9 milhões de seguidores do mundo inteiro. O lulu da Pomerânia começou a se tornar famoso a partir do ano de 2014, quando ele entrou para o Guinness, se tornando o cão mais rápido do mundo correndo em duas patas.

Estopinha (@estopinharossi)

Conheça 4 cachorros famosos do Instagram

A estopinha é uma cachorrinha muito simpatia cujo dono é o apresentador e zootecnista Alexandre Rosse, conhecido mais como Dr. Pet. A cachorrinha começou a se tornar conhecida ao interagir com seu dono e atender uma série de comandos que eram repassados por chamadas de vídeo pelo seu adestrador. A cachorrinha já ganhou até mesmo uma autobiografia.

Tuna (@tunameltsmyheart)

Conheça 4 cachorros famosos do Instagram

A cachorrinha norte-americana poderia ter tido uma história trágica, tendo sido resgatada em uma rodovia de San Diego. Hoje, a chiweenie (misto de chihuahua com dachshund) tem 2 milhões de fãs no Insta, uma linha de calendários e até uma biografia de 172 páginas. A cachorrinha conta com uma aparência diferente, com os dentes à mostra e a mandíbula recuada, bem como o seu pescoço enrugado, o que lembra muito o personagem Mr. Burns, da série animada Os Simpsons.

Marnie (@marniethedog)

Conheça 4 cachorros famosos do Instagram

Essa simpática shihtzu nasceu com uma deformação, que faz com que ela esteja sempre com o pescoço virado e com a linguinha de fora. E isso fez com que ela percorresse uma série de abrigos até os 11 anos de idade, quando finalmente encontrou um lar. O perfil da cachorrinha acabou se tornando também uma ferramenta de incentivo para que as pessoas também adotem cães mais idosos.