Fofuxo.com

Como levar o seu pet para o exterior – Guia burocrático

Processo é lento, demorado e burocrático. Exige planejamento, mas pode recompensar.

Muitas pessoas sonham em passar um tempo no exterior, algumas se prearam para este momento por um longo tempo. Mas é natural que durante este tempo as pessoas não deixem de levar uma vida comum no Brasil, e algo muito comum na vida de todo mundo é ter um gato ou cachorro de estimação.

Como levar o seu pet para o exterior – Guia burocrático

Mas o que acontece quando realmente chega a hora da pessoa partir para ficar longe da sua casa por um determinado período de tempo? Não é tão simples assim apenas deixar o animal com alguém. Para as pessoas que criam um vínculo mais forte com o animal, esta separação é dolorosa para ambos os lados.

Mas existe a possibilidade sim de se levar um cachorro ou gato para o exterior.

Mas não é um processo simples. Ele vai exigir que as pessoas tenham um bom planejamento, porque apenas um detalhe que passe pode estragar todo o processo.

Preparamos um pequeno guia de como levar o seu cachorro ou gato para o exterior.

O Certificado

Teoricamente, o único documento que uma pessoa precisa para sair com um animal de um país para o outro é chamado de Certificado Zoosanitário Internacional (CZI). Falando assim parece simples, mas na verdade existe um processo bastante extenso até que a pessoa realmente consiga sair com seu gato ou cachorro do país.

Companhias aéreas

O primeiro passo do dono é se informar sobre todas as regras estipuladas pela companhia aérea escolhida. Ias regras federais são as mesmas para todos os casos, mas pode variar um pouco de acordo com a empresa. Por isso, confira atentamente todos os documentos que deverão ser apresentados para a companhia, além de valores e como o animal ficará alocado durante o voo.

Microchip

Todos os animais que vão sair do País precisam ter um microchip implantado que permite a leitura das informações do seu dono. Este procedimento hoje em dia é feito em clinicas veterinárias das grandes cidades.

Vacinas

Um dos documentos obrigatórios para a obtenção do CZI é a carteira de vacinação atualizada e assinada por um médico veterinário. Esta vacinação deve ser dada com uns 4 meses de antecedência da viagem marcada, já que ela perde a validade depois de 6 meses mas não aceita com um período menor de 30 dias.

Certificado Sanitário

Outro documento importante para a obtenção do CZI é o Certificado Sanitário. Ele deve ser emitido por um veterinário que tenha registro no Ministério da Agricultura. A data da viagem não poderá ser superior a 10 dias da data da viagem marcada.

CZI

Como levar o seu pet para o exterior – Guia burocráticoCom todos os documentos em mãos, dirija-se ao Ministério da Agricultura instalado no aeroporto internacional escolhido para saída. Leve todos os documentos e o animal também. Marque horário antecipadamente. Depois de conferir todos os documentos e o veterinário examinar o animal eles emitirão o certificado, que possui validade apenas de 8 dias.

Embarque

No momento do embarque, apresente o animal juntamente com a bagagem no setor de check-in da sua companhia. Leve o certificado e informe-se se o animal poderá ir na cabine ou se terá que viajar juntamente com as malas. Geralmente os menores e mais calmos podem viajar embaixo do banco.

Imigração

Na chegada ao país destino, apresente novamente todos os documentos do pet. É muito recomendado que todos eles estejam traduzidos por um tradutor juramentado para a língua oficial do país de chegada, especialmente se for os Estados Unidos.

Terceirizando o serviço

Caso a pessoa fique com um pouco de receio de que não vá conseguir fazer tudo sozinha, existem algumas empresas que prestam o serviço de auxiliar com toda documentação para que o seu animal possa viajar para o exterior com segurança. 

Postado em .


Pela Web

Comentários