De acordo com pesquisas históricas que foram realizadas pelos mais variados especialistas de diferentes locais, a relação próxima entre humanos e cachorros data de cerca de 20 mil anos. Sua proximidade com as pessoas acabou tornando estes animais companheiros inesperáveis, inclusive tendo impacto na evolução da sociedade como a conhecemos.

5 curiosidades impressionantes sobre o cérebro dos cães

E essa relação acabou fazendo com que os cientistas se dedicassem bastante para entender como funciona o cérebro dos cães como um todo. Confira algumas das curiosidades que já foram descobertas:

Eles se deprimem

Infelizmente os cachorros podem desenvolver uma doença que é bastante comum na vida dos humanos: a depressão. Os sintomas inclusive acabam sendo bem parecidos: perda de apetite, desânimo para brincar,  autoisolamento e a perda do interesse por suas atividades favoritas.

Um dos melhores olfatos da natureza

A vida dos cachorros acabou se tornando muito mais fácil com a proximidade e com a convivência com os humanos. E isso acabou escondendo um pouco das suas habilidades. Mas o olfato deste animal continua sendo considerado como um dos melhores da natureza. O cachorro é capaz de criar imagens mentais a partir dos cheiros que sentem.

Eles entendem expressões faciais

5 curiosidades impressionantes sobre o cérebro dos cães

Sabe aquela história que “basta um olhar para o cachorro entender que fez coisa errada”? Pois é, essa frase realmente tem um fundo de verdade, já que eles aprenderam a ler e a entender as expressões faciais não apenas feitas por outros cachorros, como também dos humanos. Estudos recentes afirmam que essa capacidade é muito parecida com a de bebes de seis meses.

Comunicação avançada

Mesmo não conseguindo verbalizar o que sentem, os cachorros desenvolvem códigos que mudam de acordo com a sua relação única com seus donos. Ou seja, basicamente eles aprendem que determinados movimentos ou determinadas expressões que eles fazem esperta algum sentimento nos humanos, e acabam utilizando isso para se comunicar.

Mais racionam que um ser humano

Pesquisas apontam que um cachorro consegue ser mais objetivo e racional do que um ser humano. Eles conseguem tomar decisões assertivas, com lógicas que explicam determinadas escolhas.