Por Rodrigo Bueno

publicado em Comportamento

Muitos cachorros são conhecidos por terem problemas em relação a sua ansiedade. E isso pode acabar se manifestando das mais variadas formas. Uma das mais comuns é quando os cachorros choram o tempo todo quando as pessoas estão fora de casa. Além disso, muitos destes cães também acabam destruindo as coisas dentro de casa, justamente por estarem se sentindo distantes dos donos.

Saiba como treinar o seu cão para reduzir a sua ansiedade

Dentre os principais sintomas apresentados pelos seus cachorros com ansiedade temos:

  •     Choramingando, latindo ou uivando
  •     Ofegante e / ou salivação
  •     Mastigação ou outros comportamentos destrutivos
  •     Perda de treinamento para usar o banheiro (e possível diarreia)
  •     Arranhar ou cavar portas
  •     Tentativas de fuga
  •     Auto-mutilação (geralmente patas mastigando / mordendo)
  •     Incapacidade de relaxar ou reatividade aumentada (mesmo às vezes quando não saiu)
  •     Comportamento agressivo

Para tentar resolver estas questões, existem algumas dicas interessantes dadas por treinadores de cães:

Fazer com que os cachorros gastem toda a energia que eles acumulem ao longo do dia pode ser muito interessante. Caso as pessoas não tenham tempo de fazer uma boa caminhada ou uma boa corrida, pode ser interessante contratar os serviços de pessoas que são conhecidas como passeadoras profissionais e que levam os pets para dar uma boa volta na rua;

Saiba como treinar o seu cão para reduzir a sua ansiedade

Fazer com que os cachorros interajam com outros cães também pode ser uma forma dele se distrair enquanto as pessoas estão fora. Caso não seja possível manter mais de um cachorro no mesmo espaço, existem ainda outras opções, como creches feitas para cães e que colocam diversos pets em um mesmo espaço.

Em determinados casos, pode ser que o cachorro realmente tenha que passar por algum tipo de tratamento medicamentoso. É importante fazer uma avaliação completa em um veterinário para avaliar se realmente isso pode ser interessante. Mas nunca ofereça qualquer tipo de medicamento por conta própria para o seu pet.

Por último, muitas vezes algumas poucas mudanças já podem ajudar muito, como a possibilidade de deixar o ambiente onde ele fica mais atrativo e com possibilidades de brincadeiras.