Um dos principais problemas enfrentados pelas pessoas quando o assunto são os gatos é a alergia. Existe uma enorme quantidade de humanos espalhados pelo planeta que simplesmente não conseguem nem passar perto de um felino sem começar a espirrar ou lacrimejar. E isso acaba se tornando um problema pelos mais variados motivos.

Ração para gatos promete resolver problemas de alergias em humanos

Existem aqueles que simplesmente desistem e ter um gato como pet justamente em função destes problemas de saúde. Mas existem também as casas nas quais uma pessoa apenas tem essa alergia e acaba tendo que conviver com os gatos, o que não acaba sendo muito agradável para nenhum dos envolvidos.

De uma forma geral, o grande motivo das alergias são os pelos dos gatos. Eles possuem algumas características diferentes dos pelos dos cães, por exemplo. E pesquisas mais recentes conseguiram encontrar quais são os reais causadores das alergias: uma proteína chamada Fel d1.

Essa proteína não está presente nos pelos em sí, mas sim na saliva dos gatos. Mas todos sabemos que os felinos adoram se banhar com a língua e com sua saliva, e isso faz com que a proteína se espalhe por todos os seus pelos. Mas as moléculas da proteína também podem se soltar dos pelos e ficar suspensas no ar, o que já é suficiente para atacar as alergias das pessoas.

Ração para gatos promete resolver problemas de alergias em humanos

Pensando em resolver o problema, a Purina desenvolveu uma ração especial justamente para tentar fazer com que as pessoas que tenham alergia consigam conviver com os felinos. A comida basicamente conta com anticorpos que conseguem eliminar parcialmente o alérgeno. De acordo com as informações divulgadas pela fabricante, a redução pode chegar a 47%.

O processo de fabricação do produto tem várias etapas. Ele começa em galinhas, que são expostas à Fel d1 (a empresa não revela como) e produzem anticorpos contra essa molécula. Em seguida, as galinhas põem ovos contendo os anticorpos, que então são extraídos e adicionados à ração. Quando o gato come a ração, ingere junto os anticorpos, que neutralizam a proteína Fel d1.

Por enquanto, a ração está sendo vendida nos Estados Unidos, e não tem previsão e chegada ao Brasil.