Fofuxo.com

Novos estudos comprovam que cães identificam humor dos humanos

Pesquisa mostra que cérebro dos cachorros evolui até conseguir decifrar emoções de pessoas no dia a dia.

De um lado temos aquelas pessoas que não acreditam que um animal possa entender o humano e geralmente ridiculariza os donos de cães que dizem que o seu pet consegue entende-lo; De outro lado temos as pessoas que realmente acreditam que os animais conseguem entender tudo que os humanos dizem, inclusive tendo conversas que nem alguns humanos conseguem entender direito.

Novos estudos comprovam que cães identificam humor dos humanos

Mas qual do dois lados está certo? A ciência ainda não consegue chegar a uma conclusão sobre a possibilidade de um lado ou outro estar 100% correto, mas de uma forma geral as últimas descobertas realmente estão dando alguns pontos de crédito para as pessoas que pertencem ao segundo grupo descrito acima.

Uma nova pesquisa realizada pelo grupo MTA-ELTE da Academia de Ciências da Hungria, em Budapeste e que foi divulgada recentemente comprova que o cérebro do cachorro conseguiu evoluir bastante nos últimos anos a ponto de conseguir decifrar determinados códigos e padrões, inclusive emocionais.

Para conseguir saber se o seu dono está bem ou mal humorado o cérebro faz uma análise dos padrões de voz. O mais impressionante para este grupo que liderou a pesquisa foi descobrir que o sistema neural dos cachorros funcionam de uma forma muito parecida com a dos humanos.

Ser Evoluído

Novos estudos comprovam que cães identificam humor dos humanos.

De acordo com os relatórios divulgados, esta parte do cérebro responsável pela detecção e interpretação da voz evoluiu pelo menos 100 milhões de anos atrás, a idade do último ancestral comum de humanos e cães.

Esta parte do cérebro foi descoberta nos humanos na década de 1990 e ela tem uma tarefa muito específica: decifrar informações que estão contidas na voz dos humanos e que não estão diretamente relacionadas as palavras e frases formadas. É responsabilidade desta área do cérebro saber, por exemplo, se alguém está falando com uma intenção ou outra, se existe algum tom de ironia ou sarcasmo, ou até mesmo detectar se a pessoa que está falando está triste ou alegre.

A pesquisa feita em Budapeste queria entender se o cérebro do cachorro também tinha esta área dedicada a decifrar sentimentos por trás das palavras. Para isso os animais eram colocados em máquinas diariamente para que ela conseguisse analisar e mapear as atividades cerebrais em diversas situações.

Descobriu-se que os cães possuem uma região do cérebro que se ativa quando ele escuta a voz vinda da mesma espécie, e uma outra que consegue ser mais sensível a tons emocionais tanto de humanos quanto de cães.

Os cientistas chegaram à conclusão de que os cães conseguem utilizar parâmetros acústicos para entender a carga emocional que está por trás de uma determinada palavra ou frase dita pelo seu dono. Ou seja, eles realmente conseguem saber se a pessoa está de bom ou mal humor. 

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários